ABI BAHIANA

ABI e ALB retornam com o Simpósio Baiano de Jornalismo e Literatura

Em sua segunda edição, o evento conta com a presença do economista político Ladislau Dowbor

Saber escrever uma boa narrativa é dever comum entre jornalistas e escritores. Entender suas implicações políticas e sociais também. A segunda edição do Simpósio Baiano de Jornalismo e Literatura irá se debruçar nas interfaces do trabalho jornalístico, a atividade literária e a realidade social. O evento, fruto de uma parceria entre a Associação Bahiana de Imprensa (ABI) e a Academia de Letras da Bahia (ALB), será transmitido pelo canal de Youtube da ALB, nos dias 9, 10 e 11 de novembro. 

Seguindo a tradição iniciada na primeira edição, o II Simpósio será aberto pelos presidentes das duas entidades. Para o jornalista e radialista Ernesto Marques, presidente da ABI, o evento contempla ambas as áreas com a gama de nomes convidados para a ocasião. “Este segundo simpósio traz uma programação muito rica, grandes nomes do jornalismo e da literatura e de diferentes gerações. Representa a consolidação de uma parceria estratégica entre ABI e Academia de Letras que esperamos reproduzir com outras instituições importantes da cultura baiana”, afirma.

“Esta é uma aliança que deve durar. estamos no segundo simpósio e vamos ter o terceiro, o quarto e muitos outros mais. Vamos continuar trabalhando juntos sempre com essa mesma esperança, sempre com a mesma vontade de combater o obscurantismo e de promover cultura”, celebra o antropólogo Ordep Serra, presidente da ALB. Ele destaca que, mais uma vez, o simpósio traz questões do “mais alto interesse público” para serem discutidas nas mesas. “Sem dúvida é uma boa notícia para todo o mundo da cultura a de que a Academia de Letras da Bahia e a Associação Bahiana de Imprensa estão trabalhando em conjunto na luta comum pelo conhecimento, pela liberdade e pela democracia”

Mesas

A primeira mesa será mais que especial. Com o tema “Mídia, história, literatura: marcas da exclusão”, a discussão contará com a presença da jornalista Ana Alakija, especializada nos estudos afro-diaspóricos e pesquisadora na Salem State University; o escritor baiano Wesley Correia, poeta, ensaísta e pesquisador na área de Estudos Étnicos e Raciais; a mesa estará completa com Ordep Serra. Na mediação, a jornalista e doutora em Antropologia, Cleidiana Ramos. 

Pautando outra área de conhecimento cujas repercussões afetam nossa realidade, a segunda mesa terá o tema “Mídia, política e economia: estratégias, interfaces”. O debate será coordenado pelo jornalista Luiz Fernando Lima, e terá as contribuições do jornalista e economista Armando Avena, ocupante da cadeira 38 da ALB e editor do portal Bahia Econômica; do professor universitário Alberto Oliveira, jornalista especializado em Economia e Marketing Digital; e do doutor em ciências econômicas, Ladislau Dowbor. 

Com atuação nos cargos de conselheiro técnico das Nações Unidas e como consultor do Secretário Geral da ONU na área de Assuntos Políticos Especiais, Dowbor atualmente mora no Brasil, para onde voltou depois de ser forçado ao exílio pela ditadura militar, e é professor titular em Economia e Administração na PUC – SP. Em obras já publicadas, Dowbor volta seu olhar para o futuro do capitalismo e as origens e repercussões da desigualdade social, como nos livros “A Era do Capital Improdutivo”, “O Capitalismo Se Desloca: novas arquiteturas sociais” e a “Formação do Capitalismo Dependente no Brasil”.

Para encerrar o evento, o debate “Cronistas e articulistas: um olhar crítico sobre a cidade do Salvador” discutirá o trabalho dessas figuras cujo ofício passeia entre o jornalismo e a literatura. Com as contribuições do arquiteto Paulo Ormindo de Azevedo, ocupante da 2ª cadeira da ALB e um especialista do Urbanismo e da preservação arquitetônica; o escritor e cronista, Jolivaldo Freitas, diretor de jornalismo no portal Notícia Capital; e o colecionador de arte Dimitri Ganzelevitch, produtor cultural e colunista. O jornalista Jorge Luiz Ramos, diretor do Museu Casa de Ruy Barbosa, intermediará a conversa. 

Serviço:

II Simpósio Baiano de Jornalismo e Literatura

Quando: 9, 10 e 11 de novembro de 2021, a partir das 18 horas.  

Onde: Online, via YouTube da Academia de Letras da Bahia (ALB)

Programação: 

09 de novembro / 18h30

Abertura: Ordep Serra (ALB) e Ernesto Marques (ABI)

Mesa 1 – Mídia, história, literatura: marcas da exclusão 

Ordep Serra, Ana Alakija e Wesley Correia.

Mediação: Cleidiana Ramos (jornalista)

10 de novembro / 18h00

Mesa 2 – Mídia, política e economia: estratégias, interfaces 

Armando Avena, Alberto Oliveira  e Ladislau Dowbor.

Mediação: Luiz Fernando Lima (jornalista)

11 de novembro / 18h30

Mesa 3 – Cronistas e articulistas: um olhar crítico sobre a cidade do Salvador 

Paulo Ormindo de Azevedo, Jolivaldo Freitas e Dimitri Ganzelevitch.

Mediação: Jorge Luiz Ramos (jornalista, ABI)