ABI BAHIANA

Projeto “Memória da Imprensa” reunirá depoimentos de 30 importantes jornalistas baianos

Ernesto Marques, presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI) foi entrevistado hoje (6) no Jornal da Metropole no Ar

Ernesto Marques, presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), falou, nesta segunda-feira (6), sobre o novo formato do projeto “Memória da Imprensa – A História do Jornalismo Contada por Quem Viveu”, em entrevista na Rádio Metropole

A nova versão será em formato de revista, digital e impressa, com depoimentos de jornalistas que marcaram a história da imprensa da Bahia. “Nós escolhemos 30 nomes representativos do que foi o jornalismo baiano entre finais de anos 60 até anos 90, e fizemos entrevistas em profundidade”, explica Marques. 

Anteriormente, o projeto Memória da Imprensa consistia no lançamento de videodocumentários, mas a necessidade de se fazer cortes nas falas dos jornalistas para o formato de vídeo foi o que gerou a vontade de mudança. 

Leia tambémProjeto “Memória da Imprensa” retorna como revista

Para Marques, a memória é o acervo mais importante que a ABI poderia ter. “São depoimentos de pessoas sobre fatos que elas viveram décadas atrás”, disse, ao explicar que os relatos podem ser distintos entre si. Ao exemplificar isso, ele relembra a história contada pelo fotojornalista Anízio Carvalho. “Ele foi escalado para cobrir a prisão de Lamarca e foi proibido de fotografar. Mas tem quem negue esse relato dele também”.

Depois de lançado, o projeto deve passar a integrar o Museu da Imprensa, localizado na sede da ABI, na Praça da Sé.

Veja a entrevista completa:

Com informações do site Metro1.