Notícias

Blog político ‘Por Escrito’ é atacado por hackers e retirado do ar

O blog Por Escrito, um dos mais notáveis espaços baianos de informação política, editado pelo jornalista Luís Augusto Gomes, foi vítima de duas invasões de hackers em menos de quinze dias. Os piratas da internet chegaram a hastear, em comemoração, uma “bandeira” de ocupação do site, que teve que ser reconstruído. À Associação Bahiana de Imprensa (ABI), Luís Augusto Gomes informou que pretende ir novamente à Polícia Civil prestar queixa do ataque e cobrar responsabilização civil e criminal dos envolvidos, já que na primeira investida teria encontrado fechada a unidade policial. De acordo com o jornalista, o novo site está em pleno funcionamento desde o último sábado (7), apesar dos ajustes que ainda estão sendo operados.

“Com uma aula de texto, inteligência, humor e generosidade, o jornalista Luis Augusto Gomes informa sobre a volta ao ar do blog Por Escrito, que ele edita em Salvador. Sem favor, um dos melhores, mais corajosos e plurais espaços de informação política do País (da Bahia nem se fala), violentamente atacado e insidiosamente retirado do ar por um hacker do mal ou um bando deles, cuja origem está sendo investigada”, divulgou o jornalista Vitor Hugo Soares, no blog Bahia Em Pauta.

Em um dos posts publicados no espaço reconhecido por sua veia crítica, o editor do Por Escrito, Luís Augusto Gomes, denuncia a situação da imprensa e da liberdade de expressão no Brasil, mas afirma que seguirá resistindo. “A internet veio dar aos jornalistas – e às pessoas de modo geral – o direito de dizer sem restrição o que pensam e levar sua mensagem praticamente a custo zero a qualquer parte do mundo. (…) O ataque de hackers que sofremos duas vezes desde 19 de fevereiro, e que nos deixou sem condições de fazer postagens nos últimos nove dias, é um atentado contra a liberdade de expressão, um crime político que simboliza o risco que correm todos os veículos de comunicação do meio digital. Daí o título do presente artigo, mas com duplo sentido. “De volta ao passado” define a tristeza que nos atinge ao ver que, no Brasil, não estamos livres dos que têm ojeriza ao debate e à livre circulação de ideias. Mas reflete também nossa obstinação de continuar o trabalho brutalmente interrompido”.

Diante de mais essa afronta à liberdade de imprensa e à liberdade de expressão, o presidente da ABI, Walter Pinheiro, repudiou a ação, que, segundo ele, não se coaduna com os valores de uma sociedade democrática. “Tomamos conhecimento do fato e, de imediato, nos solidarizamos com o jornalista Luís Augusto Gomes pelo lamentável ataque. Uniremos os esforços, junto às autoridades competentes, para cobrar e acompanhar a apuração do crime, sempre tomando por base. defesa da liberdade de imprensa. O dirigente também informou que o assunto será abordado na reunião da entidade, a ser realizada já nesta quarta-feira (11).

A notícia da invasão do blog foi levada também à presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Bahia, Marjorie Moura, no dia 4, através do e-mail <[email protected]>. Luís Augusto Gomes revela ainda ter procurado, sem sucesso, na sexta-feira (27), o Grupo Especializado de Repressão aos Crimes por Meio Eletrônico/Polícia Civil, no Vale dos Barris. Além disso, o editor teria telefonado ao líder do governo, deputado Zé Neto, “para dar-lhe ciência do fato e pedir que o comunicasse ao secretário da Segurança Pública e ao governador do Estado”, afirma Luís Augusto.

Textos relacionados: