Notícias

Congresso da ANJ analisa avanço das inovações tecnológicas nos jornais

“Ruptura, Inovação e Avanço” é o tema central do 10º Congresso Brasileiro de Jornais (CBJ), tido como o mais importante evento do ano para a indústria jornalística do País. O encontro organizado pela Associação Nacional de Jornais (ANJ) vai reunir cerca de 600 profissionais ligados aos meios de comunicação, entre hoje (18) e amanhã, em São Paulo, para discutir os rumos do setor. O reposicionamento dos jornais no mercado anunciante, inovações no relacionamento com o leitor e nas vendas de produtos digitais, e novos modelos de organização das redações serão temas debatidos no evento direcionado à apresentação de ações e iniciativas para o fortalecimento dos jornais junto ao mercado.

Entre seus 14 eventos, o encontro terá palestrantes ilustres como o francês Jean-Marie Dru, presidente da rede de agências TBWA, que ministrará a palestra “Inovar para avançar”. Nela, o executivo francês retoma fórmulas que ele implantou na TBWA, com grande impacto no mundo publicitário em diversos países. Os demais painéis e debates envolverão profissionais das mais diferentes áreas da comunicação – redação, operações, tecnologia, multimídia, comercial, marketing, gestão de pessoas, circulação e distribuição.

Durante o 10º CBJ, a ANJ elegerá e empossará uma nova diretoria, que assumirá em solenidade realizada amanhã (19). Serão prestadas homenagens póstumas aos publishers Ruy Mesquita e Roberto Civita, além da entrega do Prêmio ANJ de Liberdade de Imprensa a Catalina Botero, Relatora de Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA). Na função, Catalina se destacou por resistir a pressões de alguns governos, como os da Venezuela e Equador, que tentaram esvaziar seu papel dentro da comissão.

Reposicionamento

Os jornais no mundo inteiro enfrentam o desafio de se alinhar às novas tendências, com a revolução digital trazida com o desenvolvimento da internet. A Associação Nacional dos Jornais há um ano vem promovendo estudos para diagnosticar os desafios do setor e esse será o pano de fundo do encontro. O jornal hoje tem um novo posicionamento, que vai além do papel. As notícias são lidas também na internet (nos computadores, tablets e smartphones), como ocorre com o site da ABI – Associação Bahiana de Imprensa. O alcance vai muito além do tradicional IVC, o Instituto Verificador de Circulação, focado nos exemplares impressos.

De acordo com Ricardo Pedreira, Diretor Executivo da ANJ, o 10º CBJ terá um grande diferencial em relação aos eventos anteriores, porque “num momento em que o cenário do investimento publicitário brasileiro tem tido muito mais concorrência do que há alguns anos, entendemos que o mercado precisa ser conscientizado da real força dos jornais como veículo publicitário e receber, da parte dos jornais, ferramentas para isso”.

Ricardo Pedreira explica que o trabalho de diagnóstico dos desafios enfrentados pelos jornais brasileiros e de definição das estratégias para enfrenta-los vem sendo feito há um ano, com muita dedicação. Por essa razão, ele acredita que este CBJ será muito especial, “acho que vai marcar um novo momento dos jornais brasileiros”, opina.

Nos dois dias de evento, a ANJ promoverá uma exposição paralela, na qual fornecedores, parceiros da indústria jornalística e responsáveis por projetos inovadores nas empresas jornalísticas apresentarão novidades em produtos e serviços, direcionados especialmente aos publishers, diretores e editores de jornais de todo o Brasil. O credenciamento de jornalistas pode ser na chegada ao evento cuja abertura está marcada para 9h. Mais informações: [email protected] ou acesse  www.anj.org.br/cbj 

SERVIÇO

O que: 10° Congresso Brasileiro de Jornais

Quando: 18 e 19 de agosto de 2014, às 9h

Onde: WTC Events Center (junto ao Sheraton São Paulo WTC Hotel).
Av. das Nações Unidas, 12.551 – Brooklin Novo – São Paulo – SP

*Informações da ANJ, Estadão e Gazeta Online.

Textos relacionados: