Notícias

MC Biel pagará multa por crime contra ex-repórter do iG

O cantor MC Biel aceitou pagar a multa de R$ 4.400 a uma instituição de caridade proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE) para extinguir a ação em que era acusado de injúria pela ex-repórter do iG Giulia Pereira. De acordo com o G1, o funkeiro e a jornalista participaram de uma audiência judicial no Fórum Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, na última segunda-feira (10/10). A advogada de Giulia, Ana Paula Cortez, informou que o MPE propôs o pagamento de multa para extinguir o processo.

O caso ocorre em casos em que o réu é “primário, tem bons antecedentes e o crime do qual foi acusado é de menor potencial ofensivo”. O dinheiro será destinado a uma instituição de caridade e Biel deixa de ter antecedentes criminais.

Leia também: Demissão de repórter do iG que denunciou assédio gera protestos

Segundo Ana Paula, o cantor pediu desculpas à jornalista. “Conversaram rapidamente, ela tentou dizer a ele que não tem nenhum rancor dele, que só queria que ele aprendesse a respeitar as pessoas. Ele pediu desculpas, disse que não teve intenção de a ofender. Ela foi tão massacrada psicologicamente falando que está aliviada com o fim dessa história. Agora ela vai retomar a vida dela.”

Assédio

Desde o início de junho, o caso de assédio sexual envolvendo MC Biel e a jornalista movimenta o noticiário e as redes sociais. Durante uma entrevista, ela foi chamada de “gostosinha” e ouviu que o cantor “a quebraria no meio”. Na ocasião, internautas criticaram o comportamento do artista e levaram a hashtag #RipBiel ao topo dos trending topics mundial do Twitter.

Em um vídeo publicado em seu canal no YouTube dias após a repercussão do caso, o funkeiro pediu desculpas à jornalista e a todas as mulheres que se sentiram ofendidas. “Nunca imaginei que minhas palavras pudessem machucar de fato quem me entrevistava. Então eu estou aqui para pedir desculpa”, disse.

Giulia havia feito um boletim de ocorrência contra Biel por assédio na delegacia da mulher, mas a legislação brasileira entende que assédio ocorre somente quando há situação de hierarquia, por isso ela fez a queixa por injúria.

*Portal Imprensa e G1

Textos relacionados: