ABI BAHIANA Notícias

ABI promove mesa sobre os seis meses do governo Trump

Debate abordará investidas do presidente estadunidense contra a imprensa

Por Luís Guilherme Pontes Tavares*

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) promoverá na manhã de 20 de julho (quinta-feira), a partir das 9h30, a mesa redonda “Os primeiros seis meses da administração Donald Trump”. O evento será realizado na Sala de Reunião Afonso Maciel, no 2º piso do edifício-sede da instituição (Rua Guedes de Brito, 01, esquina da Praça da Sé). Será aberto ao público, mas é necessário o contato prévio com a secretaria (3322 6903), devido ao limite de lugares.

Estão confirmados, como debatedores, os jornalistas Ranulfo Bocayúva e Tony Pacheco, ambos comentaristas da cena internacional. Os dois divulgam suas análises em veículos impressos e radiofônicos. Está prevista, também, a participação do cartunista Osmani Simanca, ocasião em que exibirá as charges que elaborou sobre o personagem desde a campanha eleitoral norte-americana de 2016.

TRUMP E A IMPRENSA

trump_liberdade_charge SIMANCAO presidente Donald Trump assumiu em 20 de janeiro deste ano após surpreendente vitória contra a candidata, que pontuava como favorita, do Partido Democrata, Hillary Clinton. Desde a campanha e ao longo desses seis meses de administração, Trump tem se confirmado com fenômeno midiático, exibindo-se com provocações através das mídias sociais, sobretudo pelo Twitter. Desde o ano passado, esse personagem tem afligido o mundo com bravatas que ameaçam a paz e o meio-ambiente.

Donald Trump, nova-iorquino de 71 anos de idade, é bilionário que multiplicou a herança paterna e possui negócios, sobretudo imobiliários, espalhados pelo mundo. É o patriarca de família de empresários e, no quadro de auxiliares diretos de seu governo, figuram sua filha e o marido dela. O presidente norte-americano é filiado ao Partido Republicano, porém, tem colecionado antagonistas também no âmbito dessa agremiação política.

Os jornalistas Bocayúva e Pacheco, assim como Simanca, não desconhecem que Trump tem investido contra a imprensa com gestos e palavras que contrariam a tradição liberal dos EUA. A Constituição desse país protege a ação da imprensa e os poderes constituídos a encaram como um dos pilares que garantem a governabilidade, o progresso e o bem-estar do povo norte-americano.

*Luís Guilherme Pontes Tavares é diretor da ABI

Textos relacionados: