ABI BAHIANA

ABI recebe Sérgio Gabrielli com palestra sobre a ponte que vai ligar Salvador à Ilha de Itaparica

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) promoveu no dia 28.05 um debate com o secretário de Planejamento do Estado, José Sérgio Gabrielli, abordando o projeto da “Ponte Salvador-Itaparica”, que muita polêmica tem causado na opinião pública baiana. Em discurso, Gabrielli adiantou que até o primeiro trimestre de 2014 já terá a licitação para iniciar a construção da ponte.

No evento, o secretário discutiu sobre o projeto da ponte Salvador-Itaparica, tecnologia/custos e impacto ambiental na Baía de Todos os Santos e na cidade de Salvador: “Trago como novidade a discussão sobre a ponte, mais uma atividade de negociação e conversa com a sociedade. Na oportunidade discutiremos as implicações, as alternativas, as consequências e as divisões diferenciadas que existem sobre o assunto, além de ouvir e falar um pouco sobre o que o governo esta pensando”, adiantou Gabrielli.

O secretário disse ainda que, até o final da primeira semana do mês de junho será finalizada a licitação da sondagem: “Finalizaremos os processos de contratação de uma empresapara fazer os furos sobre a natureza das rochas no fundo da Baía, devemos estar recebendo as propostas para o projeto de engenharia básica, até o dia 7 de junho devemos receber as propostas para os estudos do impacto ambiental e até meado de junho nos receberemos as propostas para os estudos de plano urbanístico. Então com isso acredito que a partir de junho ou julho nós teremos contratado a todas as empresas para fazer os estudos preliminares, o que garante a informação, para preparar as audiências públicas, solicitar as licenças de prévias e, portanto, fazer a licitação para iniciar a construção da ponte ainda no primeiro trimestre de 2014”.

Para o presidente da ABI, Walter Pinheiro, a implementação da ponte é algo que deixou de ser apenas uma especulação para se tornar algo com estudos mais profundos e, devido a isso, a ABI, decidiu promover a discussão do assunto: “A ABI coloca o assunto em debate por entender que aqui é uma Casado Jornalista, onde todos vão se sentir mais a vontade para ouvir e questionar o secretário sobre as dúvidas existentes”.

Em sua explanação inicial, disse o secretário Gabrielli: “Acredito ser de grande importância chamar a atenção de que a ponte, em verdade não é apenas uma ponte, ela é a implantação de uma nova ligação entre Salvador, o Recôncavo e o Baixo Sul, viabilizando, portanto uma nova expansão das relações dos municípios da Região Metropolitana com a BR 116, a BR 242 e a BR 101. Isso faz com se tenha maior facilidade no fluxo de pessoas e de cargas entre essas regiões, e, nós esperamos que exista um impacto no desenvolvimento econômico, da mesma maneira que ocorreu no Norte da Baía de Todos os Santos, quando da BR 324.

O encontro, que aconteceu no auditório da ABI, na Praça da Sé, foi o primeiro de vários debates que a entidade realizará em 2013, sobre temas relevantes para a cidade. O objetivo é esclarecer e contribuir para a boa formação dos que aqui habitam e carecem de aprimoramento na infraestrutura urbana.

A ABI promoverá ainda neste semestre, sempre em seu auditório, mais dois debates, com o arquiteto Paulo Ormindo do IAB e com o secretário municipal de Urbanismo e Transportes, José Carlos Aleluia. No próximo dia 5 , o professor Paulo Ormindo falará sobre “um abraçaço em Quirimurê, ou uma alternativa crítica ao projeto do governo da ponte”, e no dia 10 de junho será a vez do secretário José Carlos Aleluia falar sobre “O projeto da ponte e a (i)mobilidade urbana da cidade de Salvador: crise, desafios e planejamento”, sempre com entrada franca”, disse o diretor da ABI, Aloisio de Franco Rocha, um dos promotores dos eventos.

Fonte: Tribuna da Bahia

Textos relacionados: