Notícias

Indonésia deporta equipe de reportagem da Rede Globo

O repórter Márcio Gomes e um cinegrafista da Rede Globo foram deportados pelo governo da Indonésia, de acordo com informação confirmada pelo setor de comunicação da emissora. No país para acompanhar a execução do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira (53) – condenado à morte e executado a tiros pelo crime de tráfico de drogas – dupla chegou a ser detida no sábado, 17, na cidade de Cilacap. Os profissionais foram liberados, mas os passaportes ficaram retidos. Autoridades da Indonésia afirmaram que eles entraram no país com visto de turista.

Leia também:Jornalista e cinegrafista da Globo têm passaportes apreendidos na Indonésia

Nesta segunda-feira (19), segundo a Globo, Gomes e o cinegrafista foram transportados pela polícia para a capital, Jacarta. O acompanhamento foi necessário porque eles estavam sem passaporte. Eles ficaram em um hotel onde aguardaram o voo para Tóquio, no Japão, onde Gomes atua como correspondente.O Itamaraty não quis comentar o caso. No sábado, a reportagem da Folha também foi ameaçada de deportação.

*Com informações da Folha de S. Paulo e Bem Paraná.

Textos relacionados: