ABI BAHIANA

I’sis formou! Agora jornalista, egressa da Facom se despede de estágio na ABI

I’sis Trabalho saiu, avisou a notificação no grupo do WhatsApp. Por um instante, congelei o olhar na tela do celular, lidei com o inevitável nó na garganta e lembrei daquela candidata que chegou à sede da Associação Bahiana de Imprensa para ser entrevistada. A vaga era para estágio em Jornalismo. I’sis Almeida, agora jornalista formada, se despediu da entidade na tarde desta quarta (30), para dar novos voos.

A jovem de 24 anos é técnica em comunicação visual, formada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-Ba), bacharela interdisciplinar em Artes e jornalista pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (FACOM/UFBA). Outro dia, ela disse que adentrar e permanecer na faculdade de jornalismo foi, de longe, a parte mais difícil em sua trajetória de estudos. Talvez, por isso ela esteja sempre tão comprometida em ensinar – principalmente – para mulheres negras a considerarem o contexto social em suas vidas e a mergulharem em jornadas de autoconhecimento.

É com satisfação que recomendo o trabalho de I’sis. Em sua passagem pela assessoria de comunicação da ABI, ela produziu excelentes reportagens e encarou com absoluta responsabilidade todos os desafios próprios de uma ascom. Fui sua supervisora por dois anos e pude constatar que ela é uma pessoa muito valiosa para qualquer equipe. Autoconfiante e segura, demonstrou empenho, interesse e envolvimento nas tarefas que executou, além de imensa cooperação e empatia; tomou decisões e atuou com independência técnica; buscou soluções e criou oportunidades para aprender.

E ensinou muito! Principalmente pelo senso de organização, quer na abordagem das tarefas, quer adotando métodos de trabalho na execução. Aliás, conheçam o Se Organiza, Bonita! (@seorganiza.bonita | Site), podcast e plataforma multimídia sobre organização pessoal acessível, produtividade e autoestima. Além de podcaster, I’sis é fundadora do Portal Black Fem, portal de artigos e notícias direcionado para adolescentes e jovens adultas negras.

Definitivamente, a comunicação é a sua casa. Ela desempenha muito bem a prática de escrever e apresentar pautas com temáticas relevantes, aprecia reportagens de fôlego, bem apuradas.

Seu conhecimento em comunicação visual e experiência em produção de conteúdo, com o domínio de linguagens e técnicas específicas, foram uma grande vantagem para o nosso setor.

Por fim, quero acrescentar que tenho muito orgulho dos laços criados durante esse tempo. Por isso, desejei que este texto fosse mais do que uma forma de apresentar as competências e experiências profissionais dessa talentosa comunicadora.

I’sis, pegue a ‘caneta e o papel’ que o Jornalismo te deu e siga deixando marcas positivas, atuando com o coração. Você é muito necessária para nossa imprensa. Voe!

>> Acesse o portfólio (aqui) e o currículo (aqui) de I’sis Almeida.

Com a palavra a jornalista I’sis Almeida:

“Durante os dois anos de estágio na Associação Bahiana de Imprensa, aprendi especialmente sobre o valor do trabalho, a dimensão que a categoria jornalística tem para a sociedade e a importância de uma atuação ética, apartidária, porém, com senso crítico e em defesa da democracia.

Quando entrei, escrevia e conseguia cumprir outras atividades jornalísticas, mas de maneira ainda muito imatura, pela inexperiência no setor. Com o tempo, fui entendendo os fins de uma ascom, já que a oficina de assessoria de comunicação na Facom é alocada apenas no último semestre, e me adaptando às necessidades da entidade que, embora possua 90 anos de existência, vem se adequando às novas exigências do mercado e se empenhando para um bom posicionamento digital.

Com os colegas de trabalho, a quem sinto ter o relacionamento diário interrompido pela pandemia de covid-19, aprendi sobre respeito intergeracional e outros valores inenarráveis. Sentirei falta de cada uma das pessoas com quem aprendi a trabalhar num clima organizacional de muita paz, felicidade e harmonia.”

Textos relacionados: