Notícias

Professor Leonardo Costa toma posse como novo diretor da Facom

Com a presença do corpo docente, representantes discentes, servidores técnicos, do vice-reitor Paulo César Miguez e do reitor João Carlos Salles, tomou posse na tarde desta segunda (29) a nova diretoria da Faculdade de Comunicação (Facom) da UFBA. Composta pelo professor e produtor cultural Leonardo Costa, como diretor, e o professor e jornalista Washington de Souza Filho, como vice, a gestão assume com o objetivo de dar continuidade e ampliar as ações desenvolvidas pela direção anterior, encabeçada pela professora Suzana Barbosa. O evento ocorreu de maneira online e contou também com a participação da deputada federal Alice Portugal (PCdoB), parceira de longa data da instituição. 

O professor Leonardo Costa assumiu a direção saudando as gestões anteriores, as quais ele pôde observar e aprender. “É a partir do trabalho de quem buscou contribuir com nossa faculdade que miramos o futuro, numa realidade que desafia a universidade pública”, afirmou. Os presentes recordaram dos desafios impostos à educação no Brasil atualmente, em meio aos cortes nas áreas de ensino e pesquisa, os bloqueios orçamentários, os ataques às universidades e, por fim, a pandemia, que trouxe a necessidade de inovação do modelo de ensino que se usava até então. 

“Temos uma faculdade que se projeta nos tempos atuais. A todo momento buscamos repensar nossas práticas e ampliar o nosso alcance. Queremos, de forma continuada, reforçar o espírito de coletividade e de bem estar nas nossas relações interpessoais”, completou o novo diretor. 

Washington, agora vice, fez coro às palavras de Leonardo. “Em geral, os resultados têm demonstrado a qualidade dos docentes, a atuação dos estudantes, além da atuação dos servidores técnico-administrativos. A realidade dos bons resultados, porém, é de muito esforço. O empenho é o que permite justificar a condição alcançada”, ressaltou. O professor evocou o histórico de inovações que marca a história da Facom desde o começo, como o terceiro curso de Jornalismo a ser fundado no país, a implantação do curso de Produção em Cultura e a caminhada para a implantação do ciclo de formação em Cinema e Audiovisual. 

Gestão de adesão

Elogioso com a qualidade das instalações e ao ensino da Facom, o reitor da UFBA, João Carlos Salles, também reafirmou o desafio que é gerir uma instituição pública nestes tempos. Porém, ressaltou que, acima das dificuldades, permanece o horizonte de construir um espaço que acolha os estudantes, permitindo que eles possam se desenvolver e que seja um lugar onde estejam protegidos das mazelas que os atingem em outros espaços. “A emoção que nos liga à instituição é por saber que nela nem sempre encontraremos aplausos, que erraremos também muitas vezes. Mas, erraremos na convicção de que estamos construindo uma instituição pública, de qualidade, uma instituição que expressa os melhores valores”. 

Os professores dão continuidade ao seu histórico de atuação na e pela Faculdade de Comunicação. Como reforça o reitor, a adesão dos professores à gestão da faculdade torna-se mais que um emprego. “Esse contexto de adversidades nos faz compreender muito bem que a entrega à gestão não pode ser algo separado das tarefas de ensino, de pesquisa e de extensão. Trata-se de um projeto de vida e de nação que se imbricam”, declarou. 

Emoção

No encerramento de sua gestão, a professora Suzana Barbosa agradeceu, emocionada, a todo o corpo de trabalho que a apoiou durante os oito anos em que esteve na diretoria, desde os servidores e funcionários terceirizados, até os professores e ao próprio Leonardo Costa, que também foi seu vice. “Eu me sinto muitíssimo honrada e gratificada por ter colaborado para elevar ainda mais o nível de excelência desta faculdade, que há 34 anos vem formando profissionais e pesquisadores na área da comunicação”. 

“Somos uma área imprescindível. A Facom tem dado contribuição ímpar e possui, merecidamente, seu lugar de referência tanto local quanto nacionalmente, também reverberando a sua qualidade internacionalmente”, afirmou Suzana. A nova gestão deve permanecer na direção até o ano de 2025. Já no próximo ano, irão lidar com o desafio de manejar uma retomada segura das atividades presenciais. Alguns desafios são novos, outros são os mesmos. “Leo e Washington, agora caberá a vocês iniciar uma nova etapa. Desejo boa sorte, disposição, firmeza. Sabem que contam com meu apoio”, completou Suzana.

Notícias

Faculdade de Comunicação da UFBA adere ao inédito semestre suplementar online

A pandemia do novo coronavírus segue modificando rotinas e impulsionando reinvenções nas mais diversas áreas. E já que as aulas presenciais estão suspensas até o final do ano na Universidade Federal da Bahia (UFBA), o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) aprovou a implantação do Semestre Letivo Suplementar, em caráter emergencial e excepcional. De acordo com um guia divulgado pela Faculdade de Comunicação (FACOM/UFBA), o SLS 2020 é de adesão facultativa e o período de aulas se estenderá do dia 8 de setembro até 18 de dezembro.

Uma vez que a crise sanitária provocou a suspensão do exercício acadêmico de 2020.1, a modalidade de ensino online foi a alternativa encontrada pela instituição para retomar o funcionamento, sem colocar em risco a vida de docentes, discentes, técnicos e terceirizados. A FACOM preparou um material para orientar os estudantes de graduação e de pós-graduação durante esse período.

No Guia do Semestre Letivo Suplementar, o estudante encontra orientações sobre o novo semestre, com instruções para a matrícula, datas importantes do semestre, calendário de TCC, além de informações sobre os componentes curriculares obrigatórios e optativos. “Sabemos que este Semestre Suplementar nos traz desafios. Mas, certamente, nos permitirá demonstrar a nossa capacidade e competência para nos adequarmos ao novo”, afirma o documento.

Mateus Anjos, coordenador do Centro Acadêmico Vladimir Herzog, conversou com a diretora FACOM, Suzana Barbosa, para entender como a unidade está se organizando para o semestre suplementar. A docente salientou a excepcionalidade atual e destacou as principais mudanças implementadas. Segundo Barbosa, a modalidade é de adesão facultativa, seu tempo não contará para o tempo máximo de integralização curricular.

Neste semestre letivo, serão oferecidos componentes novos e alguns componentes já ofertados em semestres anteriores, com as respectivas adequações ao formato remoto. Mas nem todas as disciplinas tiveram possibilidade de adaptação ao formato de aula remoto do SLS. “As oficinas, principalmente as do eixo de formação profissional, não serão oferecidas, porque a experiência é viva, em campo, e demandam equipamentos e estruturas específicos”, argumenta a professora. “É um momento de demonstrarmos nossa capacidade de integração. Vamos iniciar algo novo e que pode abrir caminhos. Estamos diante de uma situação complexa, mas com possibilidade de reagir. Que a gente possa se conectar e ter a melhor energia para trabalhar”, conclui.

Dúvidas sobre o Semestre Suplementar devem ser enviadas ao Colegiado de Graduação ([email protected]) ou ao Colegiado de Pós-graduação ([email protected]).

Confira a live com a diretora da Facom, Suzana Barbosa.

ABI BAHIANA

ABI emite moção de pesar pelo falecimento de André Setaro

Associação Bahiana de Imprensa (ABI), em sua reunião ordinária desta quinta-feira (17), por iniciativa do seu diretor e jornalista Aloísio da Franca Rocha Filho, aprovou pela unanimidade dos presentes uma Moção de Pesar dirigida à família do professor e crítico de cinema André Olivieri Setaro, falecido no último dia 10, em Salvador. Leia a íntegra do texto:


                                Moção de Pesar

O falecimento do professor e crítico de cinema André Setaro foi uma perda enorme para a cultura baiana. Formado em Direito, se tornou um autodidata com ampla formação cultural e especifica sobre o cinema – o baiano, o nacional e o internacional – e cedo foi convidado para lecionar cinema na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Logo se revelou um professor conhecedor e critico deste vasto campo da cultura das primeiras imagens em movimento.

Durante mais de trinta anos, militou na crítica cinematográfica no jornal Tribuna da Bahia, onde obteve amplo reconhecimento do público em geral e dos cinéfilos pelas suas opiniões. Mais recentemente, mantinha uma coluna na Terra Magazine e criou o Setaro’s Blog, seguindo a mesma linha crítica, com muito mais liberdade e profundidade.

Seu falecimento deixa um vazio entre colegas professores e estudantes da Faculdade de Comunicação da UFBA (Facom), no seu público leitor e na cultura baiana, que perde um de seus mais expressivos críticos de cinema e docente de cinema.

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) transmite a toda a sua família as suas condolências por esta perda enorme para a crítica cinematográfica, o ensino universitário do cinema e a cultura da Bahia.

Salvador, 17 de julho de 2014

Walter Pinheiro

Presidente da ABI