Notícias

Faculdade de Comunicação da UFBA adere ao inédito semestre suplementar online

A pandemia do novo coronavírus segue modificando rotinas e impulsionando reinvenções nas mais diversas áreas. E já que as aulas presenciais estão suspensas até o final do ano na Universidade Federal da Bahia (UFBA), o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) aprovou a implantação do Semestre Letivo Suplementar, em caráter emergencial e excepcional. De acordo com um guia divulgado pela Faculdade de Comunicação (FACOM/UFBA), o SLS 2020 é de adesão facultativa e o período de aulas se estenderá do dia 8 de setembro até 18 de dezembro.

Uma vez que a crise sanitária provocou a suspensão do exercício acadêmico de 2020.1, a modalidade de ensino online foi a alternativa encontrada pela instituição para retomar o funcionamento, sem colocar em risco a vida de docentes, discentes, técnicos e terceirizados. A FACOM preparou um material para orientar os estudantes de graduação e de pós-graduação durante esse período.

No Guia do Semestre Letivo Suplementar, o estudante encontra orientações sobre o novo semestre, com instruções para a matrícula, datas importantes do semestre, calendário de TCC, além de informações sobre os componentes curriculares obrigatórios e optativos. “Sabemos que este Semestre Suplementar nos traz desafios. Mas, certamente, nos permitirá demonstrar a nossa capacidade e competência para nos adequarmos ao novo”, afirma o documento.

Mateus Anjos, coordenador do Centro Acadêmico Vladimir Herzog, conversou com a diretora FACOM, Suzana Barbosa, para entender como a unidade está se organizando para o semestre suplementar. A docente salientou a excepcionalidade atual e destacou as principais mudanças implementadas. Segundo Barbosa, a modalidade é de adesão facultativa, seu tempo não contará para o tempo máximo de integralização curricular.

Neste semestre letivo, serão oferecidos componentes novos e alguns componentes já ofertados em semestres anteriores, com as respectivas adequações ao formato remoto. Mas nem todas as disciplinas tiveram possibilidade de adaptação ao formato de aula remoto do SLS. “As oficinas, principalmente as do eixo de formação profissional, não serão oferecidas, porque a experiência é viva, em campo, e demandam equipamentos e estruturas específicos”, argumenta a professora. “É um momento de demonstrarmos nossa capacidade de integração. Vamos iniciar algo novo e que pode abrir caminhos. Estamos diante de uma situação complexa, mas com possibilidade de reagir. Que a gente possa se conectar e ter a melhor energia para trabalhar”, conclui.

Dúvidas sobre o Semestre Suplementar devem ser enviadas ao Colegiado de Graduação ([email protected]) ou ao Colegiado de Pós-graduação ([email protected]).

Confira a live com a diretora da Facom, Suzana Barbosa.

ABI BAHIANA

ABI emite moção de pesar pelo falecimento de André Setaro

Associação Bahiana de Imprensa (ABI), em sua reunião ordinária desta quinta-feira (17), por iniciativa do seu diretor e jornalista Aloísio da Franca Rocha Filho, aprovou pela unanimidade dos presentes uma Moção de Pesar dirigida à família do professor e crítico de cinema André Olivieri Setaro, falecido no último dia 10, em Salvador. Leia a íntegra do texto:


                                Moção de Pesar

O falecimento do professor e crítico de cinema André Setaro foi uma perda enorme para a cultura baiana. Formado em Direito, se tornou um autodidata com ampla formação cultural e especifica sobre o cinema – o baiano, o nacional e o internacional – e cedo foi convidado para lecionar cinema na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Logo se revelou um professor conhecedor e critico deste vasto campo da cultura das primeiras imagens em movimento.

Durante mais de trinta anos, militou na crítica cinematográfica no jornal Tribuna da Bahia, onde obteve amplo reconhecimento do público em geral e dos cinéfilos pelas suas opiniões. Mais recentemente, mantinha uma coluna na Terra Magazine e criou o Setaro’s Blog, seguindo a mesma linha crítica, com muito mais liberdade e profundidade.

Seu falecimento deixa um vazio entre colegas professores e estudantes da Faculdade de Comunicação da UFBA (Facom), no seu público leitor e na cultura baiana, que perde um de seus mais expressivos críticos de cinema e docente de cinema.

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) transmite a toda a sua família as suas condolências por esta perda enorme para a crítica cinematográfica, o ensino universitário do cinema e a cultura da Bahia.

Salvador, 17 de julho de 2014

Walter Pinheiro

Presidente da ABI