ABI BAHIANA

Clima de renovação marca a eleição da nova diretoria da ABI

A Associação Bahiana de Imprensa encerrou o mês do seu aniversário de 90 anos com a Assembleia Geral Ordinária que elegeu por unanimidade, nesta segunda-feira (31), a Chapa Cervantes para o biênio 2020-2022. Única inscrita, a chapa teve como base a atual diretoria, com cerca de 1/3 de nomes novos e a maior participação feminina da história da entidade fundada em 1930. O jornalista Ernesto Marques sucede Walter Pinheiro, que passa a ocupar a presidência da Assembleia Geral da ABI. A posse da nova diretoria está marcada para o dia 10 de setembro.

Presidida pelo jornalista e escritor Florisvaldo Mattos, a Assembleia conheceu e aprovou o relatório de atividades da Diretoria Executiva que encerra o mandato. Walter Pinheiro, presidente da Executiva, apresentou um relatório minucioso da gestão atual e de sua passagem pela presidência da ABI, iniciada em 2011. As contas do exercício 2019-2020 foram discutidas e aprovadas com parecer favorável do Conselho Fiscal. Foi a primeira vez em toda a história da instituição que um processo eleitoral ocorreu online.

No momento mais concorrido, o encontro realizado de forma presencial e também por um aplicativo de videoconferência teve 32 presenças simultâneas. Às 13 horas, após o pronunciamento unânime dos associados participantes, a Assembleia foi suspensa com a retomada dos trabalhos às 16h30, encerrando às 17h. Além da votação online, os associados puderam manifestar o voto por email ou presencialmente, na sede da ABI.

O jornalista Walter Pinheiro, presidente do jornal Tribuna da Bahia, ocupou a cadeira presidencial da ABI durante nove anos e estará agora à frente da Assembleia Geral, órgão supremo presidido atualmente por Samuel Celestino, fundador do site Bahia Notícias. Para ele, o processo de renovação tende a ampliar as atividades. “Novos projetos virão. Ernesto já demonstrou sua competência, seu ânimo, para assim proceder, expandindo a ABI por outros espaços, ampliando o seu quadro social com novos membros, que servirão para revitalizar o comando da nossa ABI”, comemora o dirigente.

Pinheiro agradeceu o trabalho de todos e atribuiu as vitórias alcançadas à harmonia existente na equipe. “Tudo o que foi conquistado se deve à parceria para a expansão da instituição, o seu aprimoramento, culminando agora com a implantação do Museu de Imprensa e lançamento do livro dos 90 anos, previsto para este mês”, afirmou.

Confira abaixo a nova composição da Diretoria da ABI:

ASSEMBLEIA GERAL

Presidente –  Antônio Walter dos Santos Pinheiro

Vice-Presidente  – Sérgio Augusto Soares Mattos

Secretaria   José Valter de Lessa Pontes

Suplente – Eliezer Varjão Bomfim

Suplente – Julieta Miranda Isensée

DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente: Ernesto Dantas Araújo Marques

1º Vice-Presidente: Luís Guilherme Pontes Tavares

2º Vice-Presidente: Florisvaldo Mattos

Secretário Geral: Sara Barnuevo

1º Secretário: Suzana Alice Pereira

2º Secretário: Romário Costa Gomes

Diretor Financeiro: Antônio Pereira de Matos Júnior

Diretor Patrimônio: Raimundo Marinho dos Santos

Suplente: Arthur Andrade

Suplente: Amália Casal Rey

Suplente: Luiz Henrique Sá da Nova

CAIXA DE ASSISTÊNCIA

Presidente: Raimundo de Campos Vieira

Secretário: Benevaldo Amorim dos Santos Silva

Tesoureiro: Valter Xéu

DEPARTAMENTOS:

Cultura: Nélson Varón Cadena

Social: Nelson José de Carvalho

Divulgação: Simone Ribeiro

Casa De Ruy Barbosa: Jorge Luiz Ramos

CONSELHO CONSULTIVO

1.Joaci Góes

2.Jolivaldo Freitas

3.Valber Roberto Carneiro Carvalho

4. Suely Maria Temporal Soares

5.Carmelito Walter de Almeida

Suplente: Paulo Nunes

Suplente: Isidro Octávio Amaral Duarte

Suplente: João Leite

CONSELHO FISCAL:

1.Jorge Vital de Lima

2.José Pedro Daltro Bittencourt

3.Heloísa Gerbasi Sampaio

Suplente: Wilson Luiz Midlej Silva

Suplente: Luiz Hermano Abbehusen

ABI – REGIONAL NORTE/ NORDESTE

Presidente: Jair dos Santos Cezarinho

ABI – REGIONAL SUL

Presidente: Maurício Maron

Notícias

Curso online do Knight Center ensina jornalistas a fiscalizar gastos públicos

A fiscalização de gastos públicos é essencial para os profissionais da imprensa e desempenha papel fundamental no exercício da democracia, principalmente em período eleitoral, quando o jornalismo político ganha ainda mais destaque no noticiário. Pensando nisso, com apoio do Google News Lab, o Knight Center para o Jornalismo nas Américas abriu inscrições para um novo curso gratuito em formato MOOC (abreviação de Curso Online Aberto e Massivo).

O treinamento “No rastro do dinheiro público: Como fiscalizar gastos da União, estados e Municípios” prevê aulas com duração de quatro semanas e começam no dia 07 de setembro. As inscrições são automáticas na plataforma Moodle. O curso é ministrado por Gil Castello Branco, economista, fundador e secretário-geral da Associação Contas Abertas. Natália Mazotte, diretora da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), e Carlos Brenner, vice-secretário-geral da Associação Contas Abertas, também instruirão as aulas. 

De acordo com o Knight Center, além de videoaulas, leituras, fóruns de discussão e questionários, o MOOC propõe encontros virtuais semanais por meio do Google Meet. 

*Com informações da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji)

ABI BAHIANA

Museu de Imprensa inicia agendamento de visitas com entrada gratuita

Reaberto nos 90 anos da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), o Museu de Imprensa começa a agendar visitas a partir do dia 31 de agosto, data que coincide com a eleição da nova diretoria da ABI. A reabertura em caráter restritivo visa atender às medidas de isolamento social e combate ao novo coronavírus. O primeiro mês terá entrada gratuita e as visitas devem ser agendadas através do endereço de e-mail: <[email protected]>. 

O novo equipamento cultural entregue pela ABI à sociedade foi instalado no térreo do Ed. Ranulfo Oliveira, sede da instituição, na Praça da Sé (Centro Histórico de Salvador). Na exposição especial de reabertura, cuja curadoria é assinada pelo jornalista e pesquisador Nelson Cadena, o público poderá conferir os painéis com a história da ABI e dos meios impresso, radiofônico e televisivo na Bahia. A mostra traz ainda instrumentos de trabalho jornalístico antigos, como máquinas de datilografia, equipamentos de som e rádio. A programação visual da exposição e do Museu foi realizada por Enéas Guerra e Valéria Pergentino, da Solisluna. A reprodução das fotos é do fotógrafo Nilton Souza.

A museóloga Renata Ramos ressalta a relevância da cultura museística. “O papel do museu é resgatar e reconhecer o Patrimônio Material e Imaterial da sociedade baiana, valorizando suas formas de fazer e viver a cultura”, analisa a responsável pelo Museu e pelo Laboratório de Conservação e Restauro da instituição. Ao lado da técnica em restauro Marilene Rosa, Renata realiza todas as intervenções referentes à conservação, restauração e tratamento arquivístico da rara documentação da imprensa baiana sob tutela da ABI.

A expectativa é grande para que o Museu seja aberto ao público. “Esperamos que tenha bastante visitação, com o devido respeito às medidas de controle da pandemia. Eu estou sonhando com esse Museu agitado, em efervescência. A gente está adotando os protocolos da Prefeitura de Salvador e de todos órgãos de saúde”, garante. A museóloga destaca que foram adotadas placas informativas e uma estratégia para que a visita seja feita com agendamento.

Seguindo as recomendações do Sistema Brasileiro de Museus (SBM), do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e do Ministério do Turismo, os visitantes terão temperatura aferida na entrada do equipamento cultural, bem como terão que atender aos protocolos gerais de distanciamento, usar máscaras, álcool em gel que será disponibilizado pela entidade e evitar proximidade com os demais visitantes e painéis expositivos.

SERVIÇO

Agendamento de visita ao Museu de Imprensa

Através do e-mail: <[email protected]>

Quando: a partir de 31 de agosto

Quanto: Gratuito

ABI BAHIANA

ABI mobiliza associados para Assembleia Geral que elegerá diretoria 2020-2022

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) vive um momento histórico de renovação. A instituição de 90 anos vai realizar pela primeira vez um processo eleitoral online. A modalidade de votação à distância atende ao pedido de associados que moram fora de Salvador e à situação excepcional imposta pela pandemia do novo coronavírus. A sede da ABI, na Praça da Sé, ficará aberta das 9h às 17h para quem preferir acompanhar a Assembleia Geral Ordinária e declarar voto presencialmente. A entrada será controlada com aferição de temperatura e distribuição de álcool em gel. Os associados que desejarem participar pela internet devem contatar a secretaria da ABI e receber o link do Zoom para a sessão marcada para o próximo dia 31 de agosto. Também é possível registrar o voto através do email: <[email protected]>.

A data marca a passagem da presidência de Walter Pinheiro para Ernesto Marques, atual vice-presidente da entidade. Marques é candidato à frente da “Cervantes”, única chapa inscrita para se submeter à Assembleia-Geral. “Optamos  por um processo alternativo, conciliando a forma como tradicionalmente ocorrem as nossas assembleias ordinárias com o recurso tecnológico que nos permita ampliar a transparência e a participação do maior número possível de associados, sem abrir mão de uma condição absolutamente segura e confortável”, explica o jornalista, que tem Luís Guilherme Pontes Tavares como vice-presidente. 

O jornalista Walter Pinheiro, presidente do jornal Tribuna da Bahia, ocupou a cadeira presidencial da ABI durante nove anos e estará agora à frente da Assembleia Geral, órgão supremo presidido atualmente por Samuel Celestino, fundador do site Bahia Notícias. Antes da sessão eleitoral, sua gestão será objeto de balanço pela instância máxima da entidade. “Como prometido em minha posse, não defenderia mandatos longevos, a começar pelo meu. Mesmo assim, fiquei nove anos. Observe-se que, com 90 anos de existência, a Associação só teve seis presidentes, uma média de 15 anos para cada”, reflete o gestor. “Isso dificulta a renovação das ideias e desestimula a participação de outros companheiros que se mostram aptos à condução da entidade”, defende. 

Nestes nove anos, a ABI deu adeus a alguns de seus associados e diretores. Afrânio Estêvão Corrêa, falecido em dezembro de 2017, era sócio da ABI desde 1979, tendo atuado ainda nas gestões de Afonso Maciel Neto e Samuel Celestino. Ele era professor emérito e homem público notável, sendo Patrono da Cadeira nº 20 da AML – Academia Mato-grossense de Letras. Em outubro do mesmo ano falecia Antonio Jorge Moura. Na época toda a imprensa baiana mostrou-se consternada com a perda. Em 2018, o professor Edvaldo Boa Ventura fez sua passagem. O escritor e ex-diretor do jornal A Tarde faleceu aos 84 anos. Edvaldo era presidente do Conselho Consultivo da instituição.

Harmonia e renovação

Em demonstração de harmonia, Walter Pinheiro ainda acrescenta seu apreço pelo futuro presidente. “Ernesto Marques virá reoxigenar as atividades da entidade com o surgimento de novos projetos, a introdução de novos profissionais nos quadros diretivos, e a ampliação do quadro social que continuará fortalecendo nossa Associação”, afirma, otimista. “O processo de transição que agora se promove, mesmo diante das intolerâncias sentidas no Brasil, segue de forma cordial e enobrece a Associação Bahiana de Imprensa, que haverá de ensejar novas vitórias”, declara Walter.

A chapa Cervantes se destaca por maior participação feminina na Diretoria Executiva, a presença da região Sudoeste do estado e proposta de renovação no que diz respeito a enaltecer a atuação da entidade no âmbito cultural. O jornalista e pesquisador Nelson Cadena integrará a diretoria no Departamento de Cultura, segundo Ernesto Marques, “agregando sua experiência de pesquisador da história da imprensa, da ABI e da Bahia”. De acordo com o candidato, isso será importante dentro da estratégia de captação de recursos para consolidar o Museu, o Laboratório de Restauro e Conservação de Acervos, a Biblioteca Jorge Calmon e a Casa de Ruy Barbosa.

Durante a Assembleia Geral, haverá a votação do relatório de atividades da Diretoria Executiva, leitura/discussão e votação do parecer do Conselho Fiscal sobre as contas do exercício e a eleição. A votação vai respeitar os protocolos de distanciamento social contra a Covid-19. Uma das estratégias estabelecidas é que somente o presidente da Assembleia ocupará a sala de reuniões na sede da ABI, localizada no segundo andar do Edifício Ranulpho Oliveira.

Confira abaixo a composição do novo quadro diretivo da ABI:

  • Chapa Cervantes

ASSEMBLEIA GERAL

Presidente –  Antônio Walter dos Santos Pinheiro

Vice-Presidente  – Sérgio Augusto Soares Mattos

Secretaria   José Valter de Lessa Pontes

Suplente – Eliezer Varjão Bomfim

Suplente – Julieta Miranda Isensée

DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente: Ernesto Dantas Araújo Marques

1º Vice-Presidente: Luís Guilherme Pontes Tavares

2º Vice-Presidente: Florisvaldo Mattos

Secretário Geral: Sara Barnuevo

1º Secretário: Suzana Alice Pereira

2º Secretário: Romário Costa Gomes

Diretor Financeiro: Antônio Pereira de Matos Júnior

Diretor Patrimônio: Raimundo Marinho dos Santos

Suplente: Arthur Andrade

Suplente: Amália Casal Rey

Suplente: Luiz Henrique Sá da Nova

CAIXA DE ASSISTÊNCIA

Presidente: Raimundo de Campos Vieira

Secretário: Benevaldo Amorim dos Santos Silva

Tesoureiro: Valter Xéu

DEPARTAMENTOS:

Cultura: Nélson Varón Cadena

Social: Nelson José de Carvalho

Divulgação: Simone Ribeiro

Casa De Ruy Barbosa: Jorge Luiz Ramos

CONSELHO CONSULTIVO

1.Joaci Góes

2.Jolivaldo Freitas

3.Valber Roberto Carneiro Carvalho

4. Suely Maria Temporal Soares

5.Carmelito Walter de Almeida

Suplente: Paulo Nunes

Suplente: Isidro Octávio Amaral Duarte

Suplente: João Leite

CONSELHO FISCAL:

1.Jorge Vital de Lima

2.José Pedro Daltro Bittencourt

3.Heloísa Gerbasi Sampaio

Suplente: Wilson Luiz Midlej Silva

Suplente: Luiz Hermano Abbehusen

ABI – REGIONAL NORTE/ NORDESTE

Presidente: Jair dos Santos Cezarinho

ABI – REGIONAL SUL

Presidente: Maurício Maron

_______

QUEM É QUEM?