Notícias

Dia Nacional de Luta tem manifestações de inúmeras categorias na Bahia

O Dia Nacional de Luta nesta sexta-feira (30) tem manifestações de inúmeras categorias, organizadas por Centrais Sindicais como Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB) e Força Sindical. Na Bahia, estão previstas paralisações dos seguintes profissionais: rodoviários, eletricitários, professores, policiais civis, servidores públicos do Estado e de prefeituras, petroquímicos e petroleiros. De acordo com as entidades de classe, as manifestações principais vão se concentrar na Grande Salvador. Logo na madrugada, os rodoviários  paralisaram o serviço de ônibus da capital baiana, a partir das 4h e só retornaram após 8h da manhã. Na BR-324, a intenção dos sindicalistas é fechar os dois sentidos da rodovia, a partir das 6h. O Complexo Industrial de Camaçari, na Região Metropolitana, também deve ser afetado. Segundo o sindicato dos petroquímicos da Bahia, serão realizadas manifestações nas principais vias de acesso ao Polo de Camaçari, Centro Industrial de Aratu e Terminal Químico de Aratu, a partir das 4h. A intenção é parar os veículos que levam trabalhadores para as unidades e só liberar após uma assembleia-geral, o que deve retardar a troca de plantão. O Dia Nacional de Luta tem como motes a derrubada do projeto do deputado federal Sandro Mabel (PMDB-GO), que amplia as terceirizações de profissionais, além de melhores condições de trabalho, reajustes salariais e outros benefícios. Protestos também estão marcados em outros grandes centros urbanos do país.

Fonte: Bahia Notícias

Notícias

Nordeste sofre apagão por consequência de queimada no Piauí segundo ONS

A região Nordeste teve uma tarde atípica e repleta de prejuízos nessa quarta-feira (28/8). Um apagão atingiu por cerca de quatro horas cidades do Piauí, Paraíba, Alagoas, Ceará, Sergipe, Bahia, Pernambuco, Maranhão e Rio Grande do Norte.

De acordo com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a interrupção no fornecimento de energia que atingiu a Região Nordeste na tarde dessa quarta-feira (28/8) foi causada por uma queimada em uma fazenda no município de Canto do Buriti, no Piauí, que resultou no desligamento de linhas de transmissão.

Foi desligada a linha de transmissão Ribeiro Gonçalves-São João do Piauí devido à queimada. Às 15h04, o circuito foi religado manualmente, mas um novo desligamento pelo mesmo motivo ocorreu às 15h06. A linha de transmissão é da empresa Ienne, controlada pela espanhola Isoluxx. Segundo o ONS, às 15h08, também devido a uma queimada, foi desligada a segunda linha Ribeiro Gonçalves-São João do Piauí, da Taesa, empresa controlada pela Cemig, configurando uma contingência dupla, o que levou à perda de sincronismo e à consequente separação da Região Nordeste do restante do Sistema Interligado Nacional (SIN), havendo perda de carga de aproximadamente 10,9 mil megawatts.

“A linha passa na Fazenda Santa Clara. Houve desligamento inicial às 14h58, foi recomposta em seguida, mas logo depois uma nova incidência fez com que perdêssemos toda a carga do Nordeste. Quarenta minutos depois, já tínhamos o reinício da ligação das cargas em todas as capitais”, disse o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, que esteve na sede do ONS, no centro do Rio.

Houve o desligamento adicional de mais três linhas de transmissão que fazem a interligação do SIN com a Região Nordeste: Presidente Dutra -Teresina (circuitos 1 e 2), Presidente Dutra-Boa Esperança e Bom Jesus da Lapa-Rio das Éguas. “Após identificada a origem da ocorrência, deu-se início à recomposição das cargas da Região Nordeste, tendo a das capitais sido, praticamente, concluída às 17h30”, diz a nota divulgada no início da noite pelo ONS.

O diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, explicou que a queimada causou um curto-circuito no sistema. “Houve uma contingência dupla na linha de 500 quilovolts São João do Piauí-Ribeiro Gonçalves. Com isso, se abriram outras linhas de 500 KV, que conduziram à separação de todo o sistema Nordeste do restante do sistema interligado. Aí a carga é muito maior do que a geração da região, ocorrendo o desligamento”, explicou Chipp. As informações são da Agência Brasil.

Impactos

A área de fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que houve uma queda de energia de grandes proporções no Nordeste às 15h03, que derrubou a carga de 10.000 megawatts para 1.000 megawatts. A agência disse que, após a apuração das causas pelo ONS, fará a fiscalização do problema e se houver culpados, aplicará multa.

As operadoras de telefonia móvel Claro, TIM e Oi informaram, por meio de nota, que seus clientes no Nordeste poderão ter dificuldade para utilizar os serviços da companhia devido à queda de energia. Segundo as operadoras, equipes técnicas estão trabalhandopara restabelecer gradativamente os serviços nas áreas afetadas.

Reunião

O ministro Edison Lobão convocou para às 11h de hoje, uma reunião extraordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), integrado pelas autoridades do setor. O objetivo, segundo o G1, é discutir as causas do apagão desta quarta (28) que atingiu nove estados na região Nordeste.

Os integrantes do comitê vão analisar as causas da queimada no Piauí que levou ao apagão; como o Sistema Interligado Nacional (SIN) operou; se houve falha técnica; e quais medidas podem ser tomadas para acompanhar o caso, estabelecer prazos de investigação e de responsabilização.

Fonte: Tribuna da Bahia

Notícias

Centro Histórico de Salvador terá novos recursos para revitalização

Depois de dispensar pelo decurso do tempo da burocracia  do governo do estado da Bahia cerca de R$ 27 milhões reais do Ministério do Turismo para aplicar na melhoria do Centro Histórico de Salvador, a Bahia está recebendo novos recursos para obras de revitalização do mesmo Centro Histórico.

Desta vez a fonte é o Ministério da Cultura e a Bahia está entre os 20 estados incluídos no projeto PAC Cidades Históricas, que mais receberá recursos, cerca de  R$ 202 milhões, para a recuperação e revitalização do Centro Histórico de Salvador e de monumentos históricos e a restauração de parte do patrimônio histórico de cidades do interior do Estado.

Quatro municípios baianos serão beneficiados: a cidade de  Salvador pelo maior patrimônio e estado avançado da degradação do seu patrimônio receberá (R$142,10 milhões), Itaparica (R$ 13,17 milhões), Maragogipe (R$15,74 milhões) e Santo Amaro (R$ 31,08 milhões).  As obras serão executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, órgão do Ministério da Cultura e pelo governo estadual.

Fonte: Tribuna da Bahia e Bahia Notícias

Notícias

Bahia instala Comissão da Verdade

A Bahia instala nesta terça feira 20/08 a Comissão Estadual da Verdade. É uma importante decisão para desvendar, em especial, parte decisiva da história encoberta da repressão da ditadura no estado da Bahia. A Comissão fará convênio com a Comissão Nacional da Verdade com o objetivo de trazer informações sobre baianos vitimados em outros estados. Vai convocar pessoas para depor, trocar informações com o Comitê Baiano pela Verdade e as comissões nacionais da Anistia e de Mortos e Desaparecidos uma vez que o seu objetivo principal é o levantamento das informações relacionadas às mortes e desaparecimentos ocorridos durante o período de 1946 a 1988. Há informações de que existem pelo menos 32 baianos desaparecidos no período da ditadura, parte deles integrantes da guerrilha do Araguaia.

A Comissão Estadual da Verdade da Bahia é integrada pelos  professores da UFBA. Joviano Neto (coordenador) e Dulce Tamara  Aquino, a educadora Amabilia Almeida, os jornalistas Antônio Walter Pinheiro e Carlos Navarro Filho e os advogados Jackson Chaves de Azevedo e Vera Christina Leonelli, A Bahia é a 18ª Comissão a ser instalada entre os 27 estados. O grupo desenvolverá  o seu trabalho de apuração da verdade para os seguintes  problemas: Ditadura e estrutura de repressão na Bahia e no Sistema Judiciário;   O Papel da Igreja durante a Ditadura; Torturados, Mortos e Desaparecidos durante a Ditadura; Os atingidos, Presos e Cassados e a Repressão na Área Cultural, Movimento Estudantil e Imprensa.