ABI BAHIANA

Diretoria da ABI transforma amigo-secreto de Natal em ação solidária

“Quando cada um faz um pouco, o pouco de muitos de soma”. Foi com essa frase da beata Irmã Dulce que a diretora das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Maria Rita Pontes, expressou gratidão pela doação que recebeu da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), nesta quinta-feira (21). Os diretores da ABI transformaram a tradicional brincadeira do ‘amigo-secreto’ natalino em uma ação solidária e, ao invés de trocarem presentes entre si, eles doaram cestas básicas a duas importantes instituições da capital baiana: a OSID e a CAASAH – Casa de Apoio e Assistência ao Portador do Vírus HIV/Aids.

Valber Carvalho, diretor da ABI; Maria Rita Pontes, diretora da OSID; Walter Pinheiro, presidente da ABI – Foto: Joseanne Guedes

Maria Rita Pontes espera que outras instituições adotem a iniciativa. “São jornalistas que se unem para praticar o amor. Como Irmã Dulce dizia “Natal, para mim, são todos os dias”. Esse amor, esse gesto de solidariedade da ABI, para nós, tem um grande significado, pois mostra que o Natal não é só uma mera troca de presentes, de abraços, mas também é pensar no outro. Pensar que o outro precisa sempre desse amor que vemos tão forte neste período do ano. Irmã Dulce, com certeza, está desejando Feliz Natal a todos e abençoando os lares”, ressaltou a sobrinha de Irmã Dulce e sucessora do “Anjo bom da Bahia” na OSID, instituição considerada pelo Ministério da Saúde o maior complexo de atendimento 100% gratuito em saúde do Brasil e responsável pelo maior volume de atendimentos em toda a estrutura do setor na Bahia.

O presidente da ABI, Walter Pinheiro, louvou a iniciativa do diretor da ABI, Luís Guilherme Pontes Tavares, ao propor a doação em lugar de um amigo-oculto. “Eu conheço esse trabalho há muito tempo, desde a época em que a irmãzinha era viva. Em momentos como esse, ela estaria em meio a Feira de São Joaquim para obter doações para manter a instituição. Aqui nunca ninguém chegou para não ser atendido. Era uma lei”, lembrou Pinheiro.

A vice-presidente da CAASAH, Soraia Carvalho (sentada), acompanhada pela equipe da instituição – Foto: Joseanne Guedes

“Para nós da ABI, é uma ação de muita importância. Estamos fazendo, evidentemente, um ato simbólico, singelo, uma doação de conselheiros para essas nobres causas. É um momento de muita felicidade”, completa o dirigente. Na visita, ele esteve acompanhado também pelo diretor de Divulgação da ABI, Valber Carvalho, e pelo superintendente da instituição, Márcio Müller.

ABI BAHIANA Notícias

NATAL É LUZ!

Em Lucas 19.10 está escrito: “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o perdido”. Esta é a missão da qual se desincumbiu Jesus de Nazaré quando aqui nasceu, projetando-se no combate a um ambiente marcado por pecados, quando o homem afastou-se dos propósitos de Deus. Sempre ao comemorarmos o Natal faz-se um exame de consciência de como caminhamos, e o que precisa ser feito para o alcance daquilo preconizado por Cristo, que chegou a dar a vida na defesa do seu povo.

E o que se observa dois milênios após é que a humanidade progride. O “homo sapiens” continuou desenvolvendo conhecimentos, transformando a matéria, porém pouco trata do espírito. A velocidade das informações e o surgimento de novas tecnologias modificaram o modo de pensar e de viver das pessoas. Daí, a infeliz constatação de que “o mais importante é ter, do que ser”. Com isso, a sociedade permanece injusta, alimentando desigualdades, chegando a ser desumana.

Mafalda_QuinoAs consequências por este desrespeito aos valores éticos e morais estão aí: o lucro a qualquer título; a subjugação do mérito; a falta de amor ao próximo; a violência. Constata-se uma banalização à vida, com os seres humanos – não atingindo a todos – tornando-se cada vez mais egoístas, ambiciosos, individualistas e, por incrível que pareça, até irracionais.

O enfrentamento a este “status quo” é tarefa cotidiana para aqueles de boa vontade. A crença em Deus e a vivência do Natal – como a maior festa da Cristandade – são atitudes que abrem os corações, clareiam consciências, estimulam a harmonia indispensável à boa convivência entre as pessoas, o que ensejará uma melhor qualidade de vida.

Por isso, Caros Conselheiros, Associados, Companheiros da Imprensa e Queridos Leitores, ao apresentar os nossos votos de Boas Festas, externamos também a esperança de que 2015 há de ser melhor do que anunciam, e que a força do pensamento positivo se sobreponha à negatividade que muitos projetam, na busca da verdade, amparados pelas liberdades que se constituem no grande farol a iluminar os nossos passos.

Walter Pinheiro

Presidente da ABI

Dezembro/2014