Notícias

Centro Histórico de Salvador terá novos recursos para revitalização

Depois de dispensar pelo decurso do tempo da burocracia  do governo do estado da Bahia cerca de R$ 27 milhões reais do Ministério do Turismo para aplicar na melhoria do Centro Histórico de Salvador, a Bahia está recebendo novos recursos para obras de revitalização do mesmo Centro Histórico.

Desta vez a fonte é o Ministério da Cultura e a Bahia está entre os 20 estados incluídos no projeto PAC Cidades Históricas, que mais receberá recursos, cerca de  R$ 202 milhões, para a recuperação e revitalização do Centro Histórico de Salvador e de monumentos históricos e a restauração de parte do patrimônio histórico de cidades do interior do Estado.

Quatro municípios baianos serão beneficiados: a cidade de  Salvador pelo maior patrimônio e estado avançado da degradação do seu patrimônio receberá (R$142,10 milhões), Itaparica (R$ 13,17 milhões), Maragogipe (R$15,74 milhões) e Santo Amaro (R$ 31,08 milhões).  As obras serão executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, órgão do Ministério da Cultura e pelo governo estadual.

Fonte: Tribuna da Bahia e Bahia Notícias

Notícias

Justiça determina a recuperação de igreja no Centro Histórico de Salvador

A Justiça Federal acatou ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) e determinou que a Arquidiocese de Salvador, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e a União realizem obras de intervenção para a recuperação da Igreja do Santíssimo Sacramento da Rua do Passo, localizada no Centro Histórico de Salvador.

Em maio de 2001, o MPF instaurou um procedimento administrativo com o objetivo de apurar os danos causados ao patrimônio, em função da degradação da igreja, tombada pelo Iphan em 1938. Em 2011, o órgão propôs a ação civil pública, depois de verificar que o templo religioso se encontrava em estado de abandono há mais de dez anos. Essa situação já havia sido constatada tanto pela arquidiocese quanto pelo Iphan, que não realizaram a restauração da edificação, alegando falta de recursos financeiros.

Com a determinação, a Arquidiocese de Salvador deve realizar as obras de reestruturação da Igreja do Santíssimo Sacramento da Rua do Passo, de acordo com projeto aprovado pelo Iphan. Já o instituto deve ficar responsável por fiscalizar, avaliar, medir, acompanhar e autorizar as necessárias intervenções na obra e a União, em caráter subsidiário, deve acompanhar todos os procedimentos por conta da relevância do monumento tombado.

A igreja construída no ano de 1737, está fechada desde 1998, quando houve um desabamento do forro e das telhas, atingindo cinco imagens sacras. Conhecido por sua escadaria de 55 degraus, o templo religioso serviu de palco para o filme “O Pagador de Promessas”, de Anselmo Duarte, que rendeu ao Brasil a única premiação Palma de Ouro, no Festival de Cannes, na França. Além disso, a igreja foi retratada no filme brasileiro “Ó Paí Ó”, de Monique Gardenberg.

Fonte: Tribuna da Bahia