Notícias

Folha demite mais de 10 jornalistas e caderno de Esportes deixa de existir

O mau momento do mercado, pelo qual as empresas de comunicação vêm passando, continua a fazer suas vítimas nas redações. Ao menos 10 jornalistas deixaram a redação da Folha de S. Paulo na tarde desta quinta-feira (8). Os cortes foram informados internamente pela direção do jornal com a notícia de que as equipes de Cotidiano e Esportes seriam integradas. Além disso, a sucursal no Rio de Janeiro passará por mudanças, com enxugamento do quadro de funcionários e mudança de escritório.

O caderno de Esportes deixa de existir e passa a ocupar algumas páginas do espaço dedicado a noticiar o que ocorre no dia a dia, principalmente na Região Metropolitana de São Paulo. A equipe esportiva é, até agora, a mais afetada com o passaralho, com seis jornalistas dispensados. No online, devido ao período olímpico e paralímpico, a parte esportiva figura, por enquanto, como subcanal de ‘Rio 2016’. As demissões aconteceram exatamente no primeiro dia de competições dos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Além dos profissionais de Esportes, pelo menos seis jornalistas de outras editorias deixaram a redação do Jornal nesta quinta. Demissões devem ocorrer até o fim de semana na sucursal do Rio de Janeiro. De acordo com fontes contatadas pela reportagem do Portal Comunique-se, o escritório na capital fluminense, atualmente no centro, deverá mudar de local e a equipe de repórteres locais será reduzida.

Até o momento, a direção do jornal não se posicionou oficialmente a respeito das mudanças.

*Informações do repórter Anderson Scardoelli para o Portal Comunique-se.