Notícias

Fotógrafo Anízio Carvalho será homenageado na Câmara Municipal de Salvador

O repórter fotográfico Anízio Carvalho será homenageado em sessão especial da Câmara Municipal de Salvador, nesta sexta (18), às 9h. Aos 85 anos de idade, sendo 60 em atividade, o baiano de Conceição de Feira possui um acervo que reúne mais de seis mil negativos, com imagens que eternizam acontecimentos ao longo de seis décadas de história da Bahia e do Brasil. O evento terá a participação de representantes de entidades ligadas ao segmento da imprensa, como a Associação Bahiana de Imprensa (ABI), o Sindicato dos Jornalistas (Sinjorba) e a Associação dos Repórteres Fotográficas e Cinematográficos (Aforc).

Anízio Carvalho(1)
Foto – reprodução/gabinete vereadora Aladilce Souza

Iniciativa da vereadora Aladilce Souza (PCdoB), a sessão especial é um reconhecimento ao trabalho dos profissionais de imagem como ferramenta indispensável na elaboração da noticia.

Decano – Anízio Carvalho nasceu em 26 de fevereiro de 1930. Chegou a Salvador ainda criança, na década de 40, para trabalhar na casa da família Rosenberg, composta de empresários na área de fotografia e filmagem – Leão e Isaac. Eram deles os melhores estúdios, os melhores laboratórios e os melhores equipamentos de fotografia, revelação e filmagem da Bahia. E foi aí que Anísio Carvalho, então laboratorista, ganhou sua primeira câmera e aprendeu a fotografar.

Em 1957, foi contratado pelo dono do Jornal da Bahia, João Falcão, para integrar a equipe do periódico, assumindo a chefia do departamento fotográfico. Com isso, o JB passou a ser o primeiro jornal em Salvador a ter uma Rolleiflex. Lá, Anízio Carvalho ganhou reconhecimento internacional. É de sua autoria uma das fotografias mais inusitadas da visita da rainha Elizabeth II, ao Brasil. Foi o primeiro baiano a receber, em vida, uma exposição de seus trabalhos como homenagem por sua importância na documentação dos costumes da cultura afrodescendente, proferida pelo Museu Afro em São Paulo.

*Com informações da Câmara Municipal de Salvador

Notícias

Morre o repórter fotográfico baiano Carlos Catela

Foto do arquivo pessoal do amigo e também repórter fotógrafico Gildo Lima

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI-Bahia) lamenta o falecimento do repórter fotográfico Carlos Catela, vitimado por um infarto na tarde de ontem (10). O fotógrafo estava internado no Hospital São Rafael desde 25 de janeiro. O anúncio foi feito pela filha de Catela, Lígia Catela, nas redes sociais. O sepultamento acontece nesta terça, 11, às 11h30, no Jardim da Saudade.

Carlos Catela, que já trabalhou na assessoria de comunicação da Prefeitura de Salvador, era considerado um dos mais talentosos jornalistas fotográficos da Bahia, tendo se destacado pelas coberturas feitas para os principais jornais baianos, com passagem pelos jornais Tribuna da Bahia, A Tarde e Correio da Bahia, além de trabalhar em Salvador para a revista Veja e para o Jornal do Brasil.

 Com informações de A Tarde OnLine e Bahia Em Pauta.