Notícias

Livro “A um passo da liberdade” resgata publicações históricas do Jornal da Pituba

Nesta terça-feira (24/01), às 18h, o centro cultural Casa Rosa, no Rio Vermelho, em Salvador, recebe o lançamento do livro “A Um Passo da Liberdade – 1985/1986” (Editora Maianga), organizado pelos jornalistas Césio Oliveira, Vander Prata, José Barreto e pelo produtor cultural Sérgio Guerra. A obra reúne 17 entrevistas e reportagens com importantes personagens da cena política, social e cultural do Brasil, publicadas pelo tabloide Jornal da Pituba, no período da redemocratização.

De acordo com os autores, o Jornal da Pituba, registrou aquele importante momento de transição da nossa história, com cautela, desconfiança, ousadia e bom humor. “Fizemos um jornalismo livre, informativo e crítico, revolucionário, sem militâncias ideológicas, absolutamente democrático. Passados 36 anos, o conteúdo revela-se de enorme importância histórica para a leitura, análise e reflexão na transição da Ditadura Militar para a democracia e recuperação das liberdades”.

Os leitores terão acesso a pensamentos de Caetano Veloso, Jorge Amado, João Ubaldo Ribeiro, Darcy Ribeiro, Leonel Brizola, Waldir Pires, Dorival Caymmi, Dom Avelar Brandão Vilela, general Juracy Magalhães, Cid Teixeira, José Carlos Capinan, Mário Kertész, Zélia Gattai, Bemvindo Sequeira, Fernando Gabeira, Grande Otelo, Moraes Moreira, Pierre Verger, Glauber Rocha, Waly Salomão e Theodomiro Romeiro dos Santos, o único preso político condenado à morte pela ditadura, e revela, segundo os organizadores, o silêncio de João Gilberto.

As fotos são de Sonia Carmo, o prefácio é assinado pelo escritor e antropólogo Antonio Risério e o texto da orelha é do cientista político Paulo Fábio Dantas Neto. Já o projeto gráfico é do designer Jair Dantas, também criador, em 1985, da arte e do grafismo do Jornal da Pituba. A obra reproduz, ainda, as capas e contracapas originais do jornal, obras de arte do tropicalista Rogério Duarte e de Fernando Borba, além de textos inéditos – escritos exclusivamente para o Jornal da Pituba – de Caetano Veloso, Glauber Rocha, José Carlos Capinan e Waly Salomão.

“A um passo da liberdade” traz também as peripécias do personagem de quadrinhos Pituboião, criação do caricaturista Lage, considerado artista top nacional do humor gráfico daqueles anos.

SERVIÇO

Lançamento do livro “A um passo da liberdade”
Data: 24 de janeiro
Hora: 18h | Local: Casa Rosa, Rio Vermelho
Editora: Edições Maianga
ISBN: 978-85-88543-52-2
Páginas: 324 páginas
Preço: R$ 69 venda direta. R$ 80 com frete incluso para o território brasileiro
Vendas por e-mail: [email protected] (Vander Prata)

*As informações são de Álvaro Nascimento.

publicidade
publicidade
Notícias

Ilhéus recebe III Festival Literário Sul-Bahia, o Flisba

“Resistência Cultural – Literatura, Educação e Liberdade” é o tema da 3ª edição do Festival Literário Sul – Bahia (FLISBA), que acontece na cidade de Ilhéus, entre os dias 17 e 19 de novembro. O evento vai reunir escritores e todas as pessoas interessadas nas diversas linguagens artísticas, para refletirem sobre a literatura e as artes e suas conexões com a educação e a liberdade. Pela primeira vez realizada de forma presencial, a programação envolve mesas, conversas, saraus, música e oficinas, além do Slam Sul – Bahia Magnus Vieira, competição de poesia falada. As mesas principais serão transmitidas pelos canais do Flisba na internet.

O FLISBA 2023 homenageia duas grandes personalidades da cultura sul-baiana, a professora Tica Simões e o professor Apolônio Brito. Ambos possuem uma forte atuação na área da educação na Bahia. 

O professor Apolônio Brito nasceu em 1919 num remanescente de quilombo. Em pleno século XX, foi escravizado por um ano em troca do enxoval de casamento de sua irmã, conta o professor Samuel Mattos no livro “Apolônio, o multiplicador”, e se tornou um referencial no sul da Bahia.

Já a professora Tica Simões consolidou uma carreira de ensaísta e docente na antiga FESPI e atual UESC, onde colaborou para as pesquisas nas áreas da cultura e do turismo, desenvolvendo inúmeras ações de promoção nas respectivas áreas. Ela acabou de ser eleita para fazer parte da Academia de Letras de Ilhéus e integra a Academia de Letras de Itabuna desde a fundação.

As mesas e conversas contarão com diversos escritores e escritoras, como Aleilton Fonseca, Maria da Luz Leite, Marcus Vinicius Rodrigues, Marcos Luedy, Rita Santana, Efson Lima, Katiana Rigaud (Clube de Lu), Valdeique Oliveira (Café com poema), Lia Sena (Mulherio das Letras – Bahia), Clarissa Melo, Ramayana Vargens, Ruy Póvoas, Ana Lúcia Santos, Daniel – Ladrão de Livros, Alex Simões, Pawlo Cidade, Silmara Oliveira, Geraldo Magela, Adroaldo Almeida, Gabriel Nascimento, Mestra Janete Lainha, Jailton Alves, André Rosa, Luh Oliveira, Indy Ribeiro, Fabrício Brandão e Dan Gomez, entre outros convidados que participarão das discussões.

Uma concentração cultural, com apresentações circenses e de grupos culturais da região, na frente do Teatro de Ilhéus marcará a abertura oficial do evento. Editoras vão participar com exposições e vendas de livros, além de lançamentos literários que serão promovidos durante o FLISBA.

O FLISBA é uma realização de professores, estudantes, escritores e gestores culturais do sul da Bahia e conta com o apoio das Academias de Letras de Ilhéus, Canavieiras, Itabuna e Grapiúna. A Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Espore do Estado da Bahia (SETRE) apoia a iniciativa, assim como o Centro Público de Economia Solidária (CESOL) – Litoral Sul e Casa de Taipa.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

17 de NOVEMBRO (quinta-feira)
09h às 20h
Feira de Livros
Local: Hall do Teatro Municipal de Ilhéus

9h às 10h30min
Mesa 01
Uma viagem literária a bordo de Adonias Filho, Marcos Santarrita e Jorge Amado
Com Maria da Luz Leite, Silmara Oliveira e Tica Simões
Mediação: André Rosa
Local: Academia de Letras de Ilhéus

11h às 12h30min
Mesa 02
“Com o mar entre os dedos”: liberdade de expressão e a produção cronística de Antônio Lopes
Com Aleilton Fonseca e Efson Lima
Mediação: Jailton Alves
Local: Academia de Letras de Ilhéus

14h às 17h
Oficinas

Oficina 1 – Audiovisual ( cinema), com Adroaldo Almeida, Cristina Almeida, Bruno D’DUck e Mariana Diniz
Local: Museu da Capitania/ Palácio Paranaguá 1º andar

Oficina 2 – Escrita Criativa, com Marcus Vinicius Rodrigues
Local: Casa da Arte Baiana, Rua Lavigne de Lemos

17h às 18:30h
Roda de Conversa 1
Educação literária como prática de liberdade
Com Clarissa Melo, Ramayana Vargens e Ruy Póvoas
Mediação: Indy Ribeiro
Local: Academia de Letras de Ilhéus

19h às 20h30min
Concentração Cultural
Falas institucionais e Homenagens
Coletivo FLISBA, Academias de Letras – ALITA, ALAC, AGRAL, ALI, SECULT/Ilhéus CESOL/ SETRE
Local: Praça Pedro Mattos

19h às 22h
LANÇAMENTO COLETIVO DE LIVROS
Local: Hall do Teatro Municipal de Ilhéus

21h às 22h – Mostra Cultural
(Música, poesia, dança, rap, etc.)
Dan Gomez(música e poesia)
Local: Praça Pedro Mattos

18 de NOVEMBRO (Sexta-feira)
09h às 20h
Feira de Livros
Local: Hall do Teatro Municipal de Ilhéus

9h às 10h30min
Conversa com poetas
O que em mim principia, a poesia
Com Marcus Vinicius Rodrigues, Marcos Luedy e Rita Santana
Mediação: Tales Pereira/ Tallýz Mann
Local: Academia de Letras de Ilhéus

11h às 12h30min
Roda de Conversa 2
Tecendo redes: o movimento literário nas redes sociais
Com Katiana Rigaud (Clube de Lu), Valdeique Oliveira (Café com poema), Kali Oliveira ( Conta Preta Conta) e Lia Sena (Mulherio das Letras – Bahia).
Mediação: Tácio Dê
Local: Academia de Letras de Ilhéus

14h às 16h
Oficina 1 – Audiovisual ( cinema), com Adroaldo Almeida, Cristina Almeida, Bruno D’DUck e Mariana Diniz
Local: Museu da Capitania/ Palácio Paranaguá 1º andar

Oficina 2 – Escrita Criativa, com Marcus Vinicius Rodrigues
Local: Casa da Arte Baiana
17h às18h30min

Mesa 3
Versos periféricos: pode o subalterno rimar?
Ana Lúcia Santos, Daniel – Ladrão de Livros e Alex Simões
Mediação: Fabrício Brandão
Local: Academia de Letras de Ilhéus

Roda de Capoeira
Formatura do Mestre Juninho Pula Pula
Dia 18/11, às 18:00 horas
Local: Praça Pedro Mattos

19h às 21h30
SLAM MAGNUS VIEIRA
BATALHA DE POESIA FALADA
MOVIMENTAÇÃO CONCOMITANTE: RIMA, TRANÇA, ETC
Local: Praça Pedro Mattos

19 de NOVEMBRO (Sábado)
09h às 12h
Feira de Livros
Local: Hall do Teatro Municipal

09h às 10:30h
(Re)pensando a cultura
Com Pawlo Cidade, Bruna Setenta, Geraldo Magela e Adroaldo Almeida
Mediação: Mestra Janete Lainha
Local: Academia de Letras de Ilhéus

10:30h às 11h
Exibição de Curta-metragem
DENTRO E AO REDOR
De Bruno D’Duck
OS HOSPEDEIROS FALSOS
De Adroaldo Almeida
Local: Academia de Letras de Ilhéus

11h às 12h 30min
Lançamento do Livro “O rio do sangue dos meninos pretos”, do professor Gabriel Nascimento e Movimentação Cultural com a presença de gestores culturais, artistas, escritores.
Local: Academia de Letras de Ilhéus

12:30h Encerramento com a apresentação da Carta do Flisba
Local: Academia de Letras de Ilhéus

Mais informações com os organizadores: [email protected] e pelas redes sociais: @flisba

publicidade
publicidade
Notícias

Com um pé no jornalismo e outro na literatura, Suzana Varjão lança livros em Salvador

A jornalista baiana Suzana Varjão lança, nesta quinta-feira (17), dois volumes da série “Histórias”, editada pela Caramurê Publicações, com o apoio da Fundação Pedro Calmon. O volume 1, Diário de uma Louca, traz acontecimentos verídicos, enquanto o segundo livro, Divagações, reúne mini contos ficcionais. O lançamento acontece às 18h, no MAM – Museu de Arte Moderna da Bahia. O evento contará com apresentação musical da cantora Verônica Ribeiro e do saxofonista Luciano Silva. As obras foram ilustradas pelo editor, o artista plástico Fernando Oberlaender.

Foto: Divulgação

Suzana Varjão é mestre em Cultura e Sociedade pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia. Escritora e jornalista, recebeu 27 prêmios de reportagem, a maioria deles pela defesa dos direitos humanos. Após vinte anos em A Tarde, dez dos quais editando o Caderno 2, dedicado ao noticiário sobre artes e variedades. Deixou o jornal em 2003 para dedicar-se ao trabalho de reflexão sobre as imbricações entre mídias e violências. É uma das fundadoras do Movimento Estado de Paz, que articula comunicadores em torno do debate sobre o tema, integra o grupo gestor do Fórum Comunitário de Combate à Violência e é membro da rede de lideranças sociais da Fundação Avina.

A jornalista mudou-se para Brasília em 2010, quando montou a equipe de comunicação da Fundação Palmares. Por lá, gerenciou a redação multimídia da Empresa Brasil de Comunicação – EBC, coordenou o núcleo de pesquisa da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI). Ela também desenvolve um trabalho sobre a interseção mídia/violência, que estão em dois livros: Micropoderes, Macroviolências – sobre veículos impressos de Salvador – e Violações de Direitos na Mídia Brasileira, sobre programas de rádio e TV brasileiros.

Literatura na forma, jornalismo no conteúdo

Depois de atuar como repórter, fotógrafa, redatora, editora, editorialista, professora e gestora no campo do jornalismo, Suzana Varjão confessou em entrevista ao jornalista Roberto Midlej (confira aqui) estar focada em “realizar o sonho de uma vida”: habitar o universo da ficção. Leitora compulsiva desde criança, ela conta que estava ensaiando sua entrada na literatura ficcional quando resolveu publicar os mini contos. Então, quase todos os textos foram postados na coluna “Histórias”, do site Leiamais.

SERVIÇO

O Quê: Lançamento de Histórias, de Suzana Varjão, com show de Verônica Ribeiro
Quando: 17 de novembro de 2022
Onde: Museu de Arte Moderna da Bahia
Horário: 18h
Títulos: Diário de uma louca e Divagações (série Histórias)
Autora: Suzana Varjão
Editora: Caramurê 
Onde comprarwww.caramure.com.br

publicidade
publicidade
Notícias

Jolivaldo Freitas lança romance biográfico sobre o coronel Sodré Martins

O jornalista, publicitário e escritor Jolivaldo Freitas, membro do Conselho Consultivo da ABI, lançará o seu novo livro nesta quinta, dia 20 de outubro, a partir das 18h, no Clube Espanhol, na Barra. O romance biográfico “Estilhaços de uma Existência” (Editora Farol da Barra, 427 páginas) conta a trajetória do coronel Geraldo Sodré Martins, o polêmico militar baiano que, segundo pesquisas conduzidas por Jolivaldo, teve importante papel na concretização da ditadura militar na Bahia e no Brasil, mas que acabou decepcionado com o regime.

“Ele era um articulador nato, atleta, artista plástico, médico, escritor, inovador. Um militar contestador, que procurava, dentro do possível, manter boas relações com pessoas de esquerda; homem amado e odiado por políticos e admirado por amigos”, afirma Jolivaldo Freitas, que é especialista em marketing político.

Capa de “Estilhaços de uma Existência” (Editora Farol da Barra, 427 páginas) | Foto: reprodução

O coronel – Geraldo Sodré Martins nasceu em Salvador, em 1922. Ele era médico ortopedista e foi professor da Faculdade Bahiana de Medicina. Também escrevia artigos para jornais, sobre temas sociais, históricos e até sobre fé, além de ser atleta e artista plástico. Mas, a função que mais marcou a vida dele foi a de militar, em especial no período em que articulou o golpe contra o então presidente da república, João Goulart.

Anos depois de colaborar diretamente para a consolidação da ditadura militar no país, ficou insatisfeito com os rumos tomados pelo governo. Um dos fatos contados no livro, inclusive, é a briga que teve com Antônio Carlos Magalhães, ex-governador da Bahia. “O coronel é um personagem digno do realismo fantástico latino-americano, com todas as suas idiossincrasias, dúvidas e decepções com o próprio movimento militar, que terminou por rejeitar em certo ponto da vida”, revela o autor.

Jolivaldo destaca o caráter polêmico do biografado. “Uma das figuras mais polêmicas. Odiado, admirado, agregador, desagregador. A história do Coronel Sodré Martins é boa de ser contada e de ser lida. Acaba se confundindo com a própria história política e social da Bahia das décadas de 60 e 70, no chamado período militar. Tem muitos fatos pitorescos e curiosidades”, adianta o jornalista.

Sobre o autor

Jolivaldo Freitas é jornalista, publicitário, especialista em marketing político e escritor. Já lançou 15 livros – romances, crônicas, novelas e biografias – entre eles o best seller Histórias da Bahia – jeito baiano, esgotado com mais de 100 mil exemplares vendidos. Como jornalista, tem passagem por alguns dos principais veículos de comunicação do estado (Correio da Bahia, Tribuna, TV Bahia, Jornal de Angola).Hoje escreve para o A Tarde On-line, BNews,e diversos blogs e sites baianos, além de colaborar com o jornal Correio da Manhã (RJ), portais Yahoo e Notícia Capital e Pravda de Moscou.

O projeto tem patrocínio do Banco Master e os exemplares do livro serão distribuídos para quem participar do coquetel de lançamento.

SERVIÇO

O quê: Lançamento do livro Estilhaços de uma existência
Quando: 20 de outubro, a partir das 18h
Onde: Salão de eventos do Clube Espanhol, Barra
Entrada Gratuita

publicidade
publicidade