Notícias

IGHB e ALBA reeditam livro de Theodoro Sampaio sobre Salvador

Em homenagem aos 468 anos de fundação da cidade de Salvador, o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), em parceria com a Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (ALBA), lançam nesta quarta (29) a reedição dos clássicos “História da fundação da cidade do Salvador”, do engenheiro baiano Theodoro Sampaio e “Através da Bahia”, dos viajantes naturalistas bávaros Von Spix e Von Martius. O encontro, às 17h, também será marcado por uma conferência do professor José Carlos Barreto de Santana (Uefs) sobre “Notas Biográficas de Theodoro Sampaio”, quando serão abordados aspectos importantes da vida intelectual do também historiador, geógrafo, geólogo, cartógrafo e tupinólogo, que presidiu o IGHB de 1923 a 1937.

Um dos mais importantes estudos sobre o período inicial da colonização portuguesa no Brasil, o livro iniciado por Theodoro Sampaio já nos últimos anos, e não concluído quando da sua morte em 1937, foi publicado pela primeira vez quando das comemorações do quarto centenário da cidade, em 1949.

Em sua coluna no site Bahia Já, a especialista em literatura pela Universidade de Portugal, Rosa de Lima, ressalta que o autor descreve a cidade até o tempo de Mem de Sá, os primitivos muros derrubados, a fundação da Santa Casa de Misericórdia, o nascimento do Colégio dos Jesuítas, a conquista do Recôncavo e as revoltas do gentio. Além de aproximar-se a fatos pertinentes ao início do século XVII. “Livro fantástico, leitura obrigatória para quem deseja conhecer os primórdios da história de Salvador”.

“Através da Bahia” foi traduzido do alemão por Pirajá da Silva e Paulo Wolf e é um excerto da obra Reise in Brasilien (1817-1820, traduzido posteriormente na íntegra como “Viagem pelo Brasil”) e apresentado durante o 5º Congresso de Geografia do Brasil, realizado em Salvador no ano de 1916. A introdução do livro ficou a cargo de Theodoro Sampaio, que teve assim a oportunidade de “revisitar” regiões por ele percorridas quando da sua participação como engenheiro da Comissão Hidráulica, e que resultou no livro “O rio São Francisco e a Chapada Diamantina”, ou como engenheiro nas obras de prolongamento da estrada de ferro da Bahia ao São Francisco e na Comissão de Desobstrução do Rio São Francisco, que deram origem a trabalhos como “A respeito dos caracteres geológicos do território compreendido entre a cidade de Alagoinhas e a de Juazeiro” e “Notas sobre a geologia da região compreendida entre o rio S. Francisco e a Serra Geral…”

Para o presidente do IGHB, Eduardo Morais de Castro, a reedição das obras reforça o compromisso do Instituto com o retorno do ensino de história da Bahia, o que será fundamental para que os jovens de hoje contribuam para disseminar os estudos tão bem difundidos por Theodoro Sampaio. “Vamos buscar parcerias para que as obras cheguem às bibliotecas e escolas de todo o Estado. O público que vier para este encontro, também irá conhecer importantes obras publicadas por Theodoro Sampaio, cujo acervo particular está depositado no Arquivo do IGHB, que lhe presta homenagem”.

foto-teodoro-web-crop
Foto: Internet

Sobre o autor – Theodoro Fernandes Sampaio (1855/1937) nasceu em Santo Amaro, filho da escrava Domingas da Paixão do Carmo e do padre Manuel Fernandes Sampaio. Ainda em Santo Amaro estuda as primeiras letras no colégio do professor José Joaquim Passos. É levado pelo pai, em 1864, para São Paulo e depois para o Rio de Janeiro, onde estuda no Colégio São Salvador e, em seguida, ingressa no curso de Engenharia do Colégio Central.

Formou-se em 1877, quando volta a Santo Amaro e revê a mãe e os irmãos, comprando, no ano seguinte, a carta de alforria de seu irmão Martinho, gesto que repete com os irmãos Ezequiel (1882) e Matias (em 1884). Por ser filho de branco, Sampaio nunca fora um escravo. Em 1879 integra a “Comissão Hidráulica”, nomeada pelo imperador Dom Pedro II, sendo o único engenheiro brasileiro entre estadunidenses. Foi um dos fundadores do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (1894); membro do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (1898), que presidiu em 1922; sócio do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (1902).

SERVIÇO

O que: Conferência e lançamento das reedições dos livros “História da fundação da cidade do Salvador” e “Através da Bahia”

Quando: 29 de março, 17h

Onde: Sede do Instituto, localizado na Avenida Joana Angélica, 43 – Piedade.

Mais informações: www.ighb.org.br

 

*Com informações de Tasso Franco (Bahia Já)