Notícias

Comunicadores lançam campanha para financiar livro sobre o Esporte Clube Vitória

As tradições, as glórias e os heróis do Esporte Clube Vitória serão lembrados por quem viveu as histórias junto ao rubro-negro baiano. Esse é o objetivo do livro “Memórias do Esporte Clube Vitória” (Editora Máquina de Livros), assinado por quatro comunicadores nordestinos apaixonados pelo Vitória. A obra precisa de apoio para ser produzida e por isso os autores Tiago Bittencourt, Milton Filho, Allan Correia e Lucas Gramacho resolveram lançar uma campanha de financiamento coletivo pela plataforma Catarse (Saiba mais aqui).

A campanha vai até 25 de abril. Se alcançar a meta, o livro será finalizado e enviado para os apoiadores até o fim de maio. Os doadores vão receber a obra em casa, com frete grátis e direito a um marcador exclusivo. Quem adquirir a versão impressa, terá seu nome registrado nos agradecimentos. A campanha conta ainda com diferentes tipos de recompensas, de acordo com cada faixa de doação. O valor estipulado como meta será usado para produção, impressão e envio dos livros e das recompensas, além do pagamento da plataforma de financiamento.

Foram 12 anos de trabalho para ficar pronto o livro. Segundo o texto descritivo da campanha, se trata de um documento histórico sobre o “Leão”. Com cerca de 360 páginas, Memórias do Esporte Clube Vitória reúne relatos inéditos de 40 personagens fundamentais na história do clube, como Bebeto, André Catimba, Petkovic, Rosicleide, Wagner Moura, Lázaro Ramos, George Valente, Bigu, Joel “Meu Santo”, Ramon Menezes, David Luiz e outros ilustres nomes rubro-negros.

“Tenho alguns livros sobre o Vitória, mas sempre achei que tínhamos pouca produção na literatura esportiva. A história do Vitória é imensa, são mais de 120 anos. Temos muita coisa para contar”, afirma o jornalista baiano Tiago Bittencourt. Questionado sobre os comentários de que este seria uma espécie de livro definitivo a respeito do clube, Tiago refuta a ideia. “Espero que outras pessoas escrevam livros sobre o Vitória, sob outros olhares, outros vieses, e mostrem a grandeza de uma instituição que é uma referência para toda observação cultural na Bahia. Que venham muitos outros livros sobre o Vitória”.

Em menos de uma semana, a campanha pelo financiamento do livro alcançou 50% da meta de arrecadação. Prestes a completar 15 dias, 70% do objetivo já foi cumprido. “Essa é uma gigante demonstração de força e amor pelo nosso clube do coração em um momento em que os resultados em campo não tem sido os esperados”, avaliam os autores. Agora, a turma segue em busca de bater 100% da meta, para viabilizar a publicação e fazer a trajetória rubro-negra ser eternizada através da obra.

Os autores

Tiago Bittencourt tem 36 anos, é baiano e jornalista. Integrou a equipe do site Barradão On Line de 2004 até seu encerramento. Trabalha na TV Brasil, em Brasília, onde já atuou como apresentador, repórter e produtor. É autor do livro “O Raul que me contaram – A história do Maluco Beleza revisitada por um programa de TV”.

Milton Filho tem 22 anos, é sergipano e estudante de jornalismo. É repórter do Portal Infonet. Pesquisador da história do Vitória desde 2014, é colunista do site Arena Rubro-Negra e administra as páginas EC Vitória – Fotos históricas e Memórias do Leão, no Instagram e no Facebook.

Allan Correia tem 34 anos, é baiano e jornalista. Com experiência em rádio e TV, atualmente é redator do podcast de Denilson Show, e também trabalha como assessor de imprensa do Baile da Massa Real. Torcedor de arquibancada desde criança, participou de campanhas como “Nordestino de Coração Torce Pro Time da sua Região” e “Barradão em Chamas”.

Lucas Gramacho tem 32 anos, é baiano e administrador. Trabalhou na área de produção cultural do Teatro Castro Alves. É criador da página Baú do Leão – EC Vitória.

Assista ao book trailer da obra:

Notícias

Sala Walter da Silveira exibe documentário sobre Muhammad Ali

Há três décadas, Muhammad Ali não luta mais no ringue. A lenda, porém, permanece. Um pouco da história do obstinado pugilista está contada  no documentário “Eu Sou Ali – A História de Muhammad Ali”, de Claire Lewins. O filme segue em cartaz até esta quarta-feira (24), na Sala Walter da Silveira, às 15h. Narrado em primeira pessoa, a partir das gravações que Ali costumava fazer sobre diversos assuntos de sua vida, o filme apresenta um retrato íntimo e exclusivo do esportista, hoje com 72 anos. Somado a isso, há  entrevistas de amigos e familiares, além de outras estrelas da comunidade do boxe, como Mike Tyson e George Foreman.

Em tratamento contra o Mal de Parkinson desde a década de 80, Ali recusa ser nocauteado pela  doença. E, mesmo com dificuldade de se comunicar, ainda permanece com o mesmo espírito engajado e combativo que o motivou a negar participação na Guerra do Vietnã e a militar pelo fim do racismo.

Serviço:

Documentário “Eu Sou Ali – A História de Muhammad Ali”

Onde: Sala Walter da Silveira (Endereço: R. Gen. Labatut, 27 – Barris, Salvador – BA, 40070-100)

Quanto: R$ 2,00
Telefone:(71) 3116-8100

*Informações do Correio*