Notícias

Abraji e Jeduca lançam cursos online gratuitos para estudantes e profissionais da comunicação

Monitoramento e investigação de conteúdos digitais

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) lançou na última quarta-feira (9), o curso online gratuito “Monitoramento e investigação de conteúdos digitais”. O treinamento dedicado a profissionais de comunicação visa monitorar temas, personagens e plataformas digitais, além de investigar conteúdos produzidos pela audiência ou conteúdos suspeitos que disseminam desinformação nas redes sociais ou por aplicativos de mensagem. 

O programa  conta com apoio do Google News Initiative e participam como instrutores os jornalistas: Claire Wardle (First Draft), Patrícia Campos Mello (Folha de S.Paulo), Daniel Bramatti (Estadão Verifica), Taís Seibt (Fiquem Sabendo), Ana Carolina Moreno (TV Globo), José Antonio Lima e Hélio Miguel Filho (Projeto Comprova), Cido Coelho (SBT), Luisa Alcantara e Silva (Folha de S.Paulo) e Alessandra Monnerat (Estadão Verifica). A coordenação é de Sérgio Lüdtke, editor do Projeto Comprova e coordenador de cursos da Abraji.

O curso será realizado em três semanas, entre 5 a 23 de julho, com aulas assíncronas e carga horária de 22,5 horas/aula. Haverá também cinco sessões para esclarecimento de dúvidas diretamente com instrutores. Alunos que cumprirem todas as etapas no prazo receberão certificados de participação. As inscrições são através de um formulário e permanecerão abertas até o dia 30 de junho. Saiba mais!

Jornalismo de educação: bases para a cobertura

Em parceria com a Abraji, a Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) realiza, de 21 de junho a 12 de julho, a segunda edição do curso online e gratuito “Jornalismo de educação: bases para a cobertura”. O objetivo do treinamento é colaborar para a qualificação da cobertura de educação.

Assim como na primeira edição, realizada em novembro de 2020, o curso é exclusivo para estudantes de jornalismo e de comunicação, além de profissionais formados na área e que tenham interesse em ampliar o seu conhecimento sobre a cobertura de educação. As aulas acontecem na plataforma de cursos da Abraji e conta com a coordenação dos jornalistas Ângela Chagas, diretora da Jeduca, e Sérgio Lüdtke, da Abraji, e apoio de Amanda Cieglinski, coordenadora do Comitê da Jeduca.  As inscrições são até o dia 16 de junho. Saiba mais!

*Com informações da Abraji e Jeduca

Notícias

Camaçari começa vacinar profissionais da imprensa a partir de segunda (14)

Jornalistas do interior do estado e Região Metropolitana de Salvador (RMS) estão começando a se vacinar contra Covid-19. Camaçari vacinará profissionais da comunicação de 40 anos acima, seguindo a faixa etária determinada pela Comissão de Intergestores Bipartite (CIB) e que estejam atuando em atividades externas, ambientes confinados tais como redações e estúdios, a partir da próxima segunda-feira (14). 

Salvador retomou a imunização dos profissionais acima de 40 anos na Associação Bahiana de Imprensa (ABI) nesta sexta. O funcionamento da sede como ponto de vacinação será até as 14h e nos demais postos das 09h às 19h. Na capital, para se vacinar, o cidadão precisa constar nome no site da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), além da documentação que comprove profissional. Confira a lista de documentos aqui

Itapetinga, região do centro-sul da Bahia, deu o pontapé inicial para a vacinação da categoria nesta sexta-feira (11). De acordo com a prefeitura do município, os profissionais estão recebendo a primeira dose da vacina AstraZeneca. No caso de Itapetinga, pessoas acima de 18 anos e que possam comprovar trabalhar em veículo de comunicação estão sendo vacinados. Num boletim epidemiológico do município, divulgado na quinta-feira (10/06), 4.726 casos da doença estão confirmados, dos quais 4.561 são pessoas recuperadas e 42 casos. Ilhéus também iniciou hoje a vacinação da categoria no Centro Municipal de Atendimento Especializado (CMAE).

Desde o final de maio, a partir de uma intensa campanha conjunta do Sinjorba, Sinterp e ABI, vários municípios da Bahia organizam seus planos de vacinação para contemplar os profissionais de imprensa, que estão expostos aos riscos de contrair, em suas atividades diárias, o novo Coronavírus. Localidades como Lauro de Freitas, Alagoinhas, Senhor do Bonfim, Bom Jesus da Lapa, Maragojipe, Serrinha, entre outras, já estão com trabalhadores da comunicação social em suas listas de vacinados.

A vacinação dos profissionais de imprensa é fruto da articulação do Sinjorba, com o apoio da ABI e do Sinterp-Ba, junto à Secretaria Municipal da Saúde. Para que sejam vacinados, é importante que os comunicadores aptos para a imunização observem as especificidades de faixa-etária e as exigências de documentação solicitadas em sua região.

ABI BAHIANA

Associação Bahiana de Imprensa estreita laços com ABI Nacional

A reunião ordinária da Diretoria Executiva da Associação Bahiana de Imprensa (ABI) ocorrida hoje, 09 de junho, contou com a presença do jornalista Paulo Jerônimo de Sousa, também conhecido como Pagê, presidente da Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional). O encontro entre as Associações na figura do presidente Paulo Jerônimo na abertura da reunião, teve o objetivo de estreitar laços entre as entidades. 

Paulo Jerônimo se disse honrado pelo convite realizado por Ernesto Marques, presidente da ABI e também orgulhoso em participar da reunião. Nascido em Mococa, município interior de São Paulo e eleito presidente da Associação Brasileira de Imprensa em 2019, Pagê comentou sentir-se em meio a um Butantã – expressão usada para se referir a algo como coletivo de pessoas preparadas –  diante dos nomes que integram a Diretoria da Associação Bahiana de Imprensa. 

O presidente da ABI Nacional também afirmou que o momento é de unir forças porque “a situação está muito difícil” e relembrou casos de ataque à imprensa. No entanto, ponderou: “Fiquem tranquilos para trabalharmos juntos em defesa da profissão e da liberdade de imprensa”, disse Pagê.

Ernesto Marques aproveitou o ensejo para comunicar coletivamente sua associação à ABI Nacional e também aproveitou a oportunidade para convocar os diretores da ABI para se associarem à entidade que reúne profissionais da imprensa no Brasil. 

Moção rejeitada

Durante a Reunião Ordinária, a Diretoria também debateu sobre a prisão do jornalista e blogueiro Oswaldo Eustáquio. Por indicação de Valber Carvalho, diretor da ABI, o colegiado avaliou a “Moção pela defesa do direito de liberdade de imprensa contra a prisão do jornalista Oswaldo Eustáquio” e decidiu por ampla maioria rejeitar o documento.

Valber Carvalho defendeu a tese de que a prisão do jornalista e ativista Oswaldo Eustáquio era exemplo de violação da liberdade de imprensa. Prevaleceu o entendimento de que o profissional em questão, e as razões de seu indiciamento, se relacionam mais à realidade do sistema jurídico-penal brasileiro e suas consequências traduzidas em qualquer análise de perfil da população carcerária brasileira. Sem entrar no mérito dos questionamentos quanto aos limites e competências dos ministros do STF, a Diretoria Executiva, entendeu que o caso não se enquadra, ou mesmo afronta a defesa da liberdade de imprensa como premissa para o bom exercício do jornalismo, e, portanto, não caberia manifestação da ABI.

ABI BAHIANA

Vacinação movimenta ABI no Dia Mundial da Imunização

Nesta quarta-feira (9), Dia Mundial da Imunização, a Secretaria Municipal da Saúde promoveu o terceiro dia de vacinação dos profissionais da imprensa em Salvador. Mais uma vez, a sede da Associação Bahiana de Imprensa funcionou como ponto exclusivo para a categoria. Hoje também é o Dia Nacional de Luta #Vacinaaimprensa, ação convocada pela Fenaj e sindicatos, com o objetivo de ocupar as redes sociais e pressionar as autoridades públicas a continuar garantindo a vacinação da imprensa.

Na Bahia, houve grande adesão ao movimento encabeçado pelo Sinjorba. Profissionais da imprensa, expostos diariamente nas coberturas jornalísticas, vestiram azul e postaram fotos em apoio à campanha de vacinação do segmento. Nesta quarta-feira, passaram pela ABI repórteres fotográficos, cinegrafistas e jornalistas, a exemplo de Camila Marinho, Patrícia Abreu, Murilo Vilas Boas, Acácia Lirya, Reginaldo Ipê, Renata Fedulo, Carolina Parada, entre outros. Todos foram vacinados com a primeira dose do imunizante Oxford/AstraZeneca.

A jornalista Patrícia Abreu vestiu azul e se vacinou na sede da ABI | Foto: Joseanne Guedes

Durante a pandemia, 26 profissionais da imprensa morreram no estado. Outros 400 foram infectados pela Covid-19. Fenaj, Sinjorba e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI) recorreram ao Supremo Tribunal Federal (STF) para garantir a vacinação do segmento. A petição foi encaminhada ao ministro Dias Tofolli, relator do processo movido pelo Ministério Público do Estado (MP-BA) para impedir a imunização dos profissionais de imprensa.

Jornalistas com mais de 40 anos, além de radialistas, cinegrafistas, fotojornalistas registrados se tornaram prioridade na vacinação contra a Covid-19 na Bahia, depois de decisão tomada no dia 18 de maio, pela Comissão de Intergestores Bipartite (CIB), que reúne os secretários estadual e municipal de saúde.

#VacinaaImprensa

Desde o final de maio, a partir de uma intensa campanha conjunta do Sinjorba, Sinterp e ABI, vários municípios da Bahia organizam seus planos de vacinação para contemplar os profissionais de imprensa, que estão expostos aos riscos de contrair, em suas atividades diárias, o novo Coronavírus. Localidades como Lauro de Freitas, Alagoinhas, Senhor do Bonfim, Bom Jesus da Lapa, Maragojipe, Serrinha, entre outras, já estão com trabalhadores da comunicação social em suas listas de vacinados.

A vacinação dos profissionais de imprensa de Salvador foi iniciada no dia 4 de junho, como fruto de articulação do Sinjorba, com o apoio da ABI e do Sinterp-Ba, junto à Secretaria Municipal da Saúde. No Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, 7 de junho, a SMS garantiu mais um vez a montagem do posto na ABI, o que resultou na vacinação de mais de 150 trabalhadores da notícia.

Leia também: Jornalistas se emocionam durante vacinação da categoria na sede da ABI

Ontem (8) a Secretaria Municipal da Saúde realizou o mutirão de vacinação por idade, para pessoas de 53+. Por isso, a vacinação dos profissionais de imprensa foi retomada nesta quarta-feira (9) em todos os postos e também na sede da ABI.

Cadastramento

Na ABI, a vacinação encerra sempre 1h antes dos demais pontos de vacinação. A Secretaria da Saúde divulga ao final de cada dia se a ABI será ponto de vacinação no dia seguinte. Portanto, ao longo da vacinação a entidade não dispõe dessa informação.

Para se vacinar, o profissional de imprensa precisa ter mais de 40 anos, preencher o formulário de disponibilizado pelo Sinjorba (https://bityli.com/TrvOG). Após o pré-cadastramento e verificação das informações fornecidas, as listas são enviadas à SMS, que faz a liberação no seu sistema. É possível verificar se a vacinação já foi liberada no link https://bit.ly/3z0XyPD.

No ato da vacinação, o profissional de imprensa deverá comparecer levando:

1) Documento oficial de identificação com foto;
2)Documento comprobatório do trabalho presencial, atual: último contracheque ou nota fiscal do serviço prestado (ou contrato PJ ou carta da chefia);
3)Documento comprobatório do exercício profissional (pelo menos um deles):

  • Cópia impressa do certificado de conclusão de curso/diploma, ou
  • Registro da SRTE (Secretaria Regional do Trabalho e Emprego, antiga DRT), ou
  • Identidade profissional válida (carteira da Fenaj, por exemplo), ou
  • Carta da empresa que trabalha (modelo abaixo).

OBS: É preciso levar ORIGINAL e CÓPIA IMPRESSA de todos os três documentos. Antes de sair de casa, é importante ter certeza de que seu nome já foi atualizado no sistema da Prefeitura.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

1 – O Sindicato está gerenciando os dados enviados pelos colegas, mas não exerce controle sobre a atualização do sistema da Secretaria da Saúde. É necessário aguardar o nome constar no site da SMS.

2 – Se você já preencheu o cadastro, não repita o processo. A duplicidade do registro gera atraso no envio dos dados para a Secretaria da Saúde.

3 – Não serão vacinados os colegas cujos nomes não constem na lista da Secretaria Municipal da Saúde.

4 – Os profissionais precisam ter mais de 40 anos no ato da vacinação.

5 – A ABI está definida como posto de vacinação SOMENTE para a categoria. A população deve continuar se dirigindo aos outros postos.

OBS:

  • Local de vacinação: Sede da ABI – 2º andar do Edifício Ranulfo Oliveira, na Rua Guedes de Britto, 1 – Praça da Sé (prédio onde funciona a Prefeitura Bairro Brotas-Centro)