Notícias

Sinjorba e IBGE promovem curso sobre dados estatísticos e acesso à informação

O Sindicato dos Jornalistas do Estado da Bahia (Sinjorba) completou 70 anos no último sábado (17). Foi em 17 de abril de 1951 que o Ministério do Trabalho concedeu ao Sinjorba a carta sindical, documento oficial que reconhece à organização a condição de sindicato. O ato oficial é um marco na história da entidade, que ao longo dos anos enfrentou os desafios em defesa da profissão. Desde 2019, a gestão presidida por Moacy Neves visa empreender esforços na realização de atividades que envolvam os profissionais do setor. Neste mês comemorativo – tanto ao Dia do Jornalista quanto ao aniversário da entidade -, o Sinjorba vem realizando diversas atividades voltadas para a capacitação da categoria.

Uma delas é a ação promovida pelo Sinjorba em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No dia 24 de abril, das 9h às 12h30, as entidades realizarão o curso “O IBGE e suas Principais Pesquisas – Fonte de Dados Estatísticos”. A iniciativa é gratuita e voltada para jornalistas que atuam em redação de veículos de comunicação ou em assessoria. De acordo com o Sinjorba, o curso “tem como objetivo oferecer um treinamento sobre a interpretação de dados e o acesso às plataformas públicas de informação da instituição”.

O IBGE possui um banco extenso de informações e dados sobre o Brasil, “mas muitos jornalistas simplesmente ainda não acessam este repertório ou não sabem como fazê-lo da maneira mais objetiva”, defende o Sinjorba. Com o curso, os inscritos terão acesso a ferramentas e capacitação que lhes permitirão acessar os dados do IBGE como fonte para suas matérias.

O programa do curso inclui informações gerais sobre o IBGE e suas principais fontes de dados estatísticos econômicos e sociodemográficos (Censo), uma visita ao site do Instituto (https://www.ibge.gov.br), aula sobre o Sistema SIDRA (https://sidra.ibge.gov.br) e exercícios práticos. A capacitação terá emissão de certificado a todos participantes. São 40 vagas para a primeira turma. Faça sua inscrição aqui.

Live comemorativa

De acordo com o site da entidade, “o Sinjorba vive um momento de retomada de ação após as dificuldades advindas das mudanças no setor de comunicação, da crise de vagas de emprego para jornalistas e da demora do movimento sindical em compreender as transformações no mundo do trabalho e no perfil da categoria, bem como suas implicações sobre os sindicatos”. Hoje, 19 de abril, às 19h30, em comemoração aos 70 anos do sindicato, será realizada a roda de conversa online “Sinjorba 70 anos, experiências e vivências”, com seis ex-presidentes da instituição. Carlos Navarro, Raimundo Lima, Heloísa Gerbasi, Jorge Ramos, Alberto Freitas, Kardé Mourão e Marjorie Moura compõem o encontro transmitido pelo canal do YouTube do Sinjorba.

Notícias

Folha lança treinamento em jornalismo diário para profissionais negros

A Folha de S. Paulo abriu inscrições para o Programa de Treinamento em  Jornalismo Diário destinado a profissionais negros. Segundo a empresa, que completou 100 anos em fevereiro, a iniciativa tem o objetivo de incentivar a diversidade na redação do jornal. Com duração de 3 meses, o curso ocorrerá em formato online em função da pandemia causada pela Covid-19. Interessados devem se inscrever até o dia 21 de março. A seleção será feita por meio de prova, dinâmicas e entrevistas.

De acordo com Alexandra de Moraes, editora de Diversidade da Folha, “a iniciativa deve se somar a outras para reduzir a distância entre o perfil da Redação, majoritariamente branca, e o da população num país de maioria negra”. Suzana Singer, responsável pelo treinamento, diz que a Folha quer “aumentar a diversidade na redação a fim de torná-la mais representativa e competente”.

Não é a primeira vez que um treinamento assim é realizado pelo jornal. Em 2016, também com o objetivo de fomentar a heterogeneidade, foi formada uma turma de seniores e trainees com mais de 40 anos que queriam conhecer o jornalismo de perto. De acordo com o veículo, vários deles colaboram com o jornal até hoje. Apesar da oportunidade, a Folha alerta: não há garantia de emprego ao final do treinamento, mas a instituição costuma contratar ou pautar como freelancers os trainees. 

Após o assassinato de George Floyd nos EUA, em maio do ano passado, muitas iniciativas começaram a surgir a fim de tentar diminuir a desiguldade presente em inúmeras empresas de todo o mundo. A Folha afirma fazer parte desse grupo de instituições a fim de reparar minimamente os danos provocados pela desigualdade racial no Brasil.

Saiba Mais Aqui

*Com informações da Folha de S. Paulo,

Notícias

Reuters abre treinamento para recém-formados e estudantes

O programa Reuters Journalism Internship está com inscrições abertas. A oportunidade para participar do treinamento que será realizado a partir de junho de 2018 nos escritórios do veículo em Nova York e Washington é destinada a estudantes e recém-formados. O estágio exige alguma experiência em jornalismo, excelente escrita e habilidades de comunicação.

Durante 10 semanas, o programa da Reuters oferece cursos em reportagens nas editorias de negócios, política e geral. Cada participante terá um editor sênior, além de um mentor que ficará responsável pela orientação durante o estágio.

Ainda que a oportunidade tenha como foco os escritórios de Nova York e Washington, não está descartada a possibilidade de existir vagas em Toronto, Cidade do México e São Paulo. Para participar da seleção, o interessado deve acessar este link. O prazo para inscrição é 1° de dezembro.

*Informações do Portal IMPRENSA

Notícias

Programa de Treinamento em Jornalismo da Folha inscreve até o dia 30

As inscrições para o Programa de Treinamento em Jornalismo Diário de 2017, da Folha de S.Paulo, seguem abertas até o dia 30 de novembro. O jornal selecionará até 15 trainees por turma. Os candidatos podem ser estudantes ou formados em qualquer área, não necessariamente em Jornalismo.

O processo seletivo é dividido em duas fases. Primeiro, os candidatos fazem uma prova online, com questões de português, inglês e conhecimentos gerais. Os mais bem classificados são convocados para atividades na sede do veículo, que oferece estadia em hotel para os candidatos de fora de São Paulo.
Ao longo do programa, os participantes terão aulas de direito, história, economia e língua portuguesa, também participam de atividades na Redação e produzem um projeto final. A iniciativa, que não é remunerada, trata-se de um curso de formação jornalística promovido pela Folha. Para participar, os candidatos devem preencher o cadastro disponível no site do Treinamento.
Veja aqui o projeto final da 60ª turma do treinamento, publicado em junho deste ano.