ABI BAHIANA

Homenagem ao jornalista Walter Pinheiro marca reunião da ABI

Joseanne Guedes e Larissa Costa

O clima era de alegria e descontração na sede da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), na manhã desta sexta-feira (17). A última reunião da Diretoria Executiva em 2021 foi marcada por uma homenagem ao jornalista Walter Pinheiro, que esteve à frente da instituição por nove anos. Seguindo a tradição de eternizar os ex-presidentes na galeria da sala de reuniões, hoje foi a vez de Walter Pinheiro ver seu retrato ao lado de figuras como Altamirando Requião, Ranulpho Oliveira, Jorge Calmon, Afonso Maciel Neto e Samuel Celestino. Após a solenidade, houve uma confraternização entre diretores e funcionários da ABI, e uma ação solidária ao Grupo de Apoio da Criança com Câncer – Bahia (GACC-BA).

O jornalista Ernesto Marques, presidente da ABI, falou da importância de Walter para a sua formação e estilo de liderança. Sucessor de Pinheiro na presidência, ele disse desejar que o atual presidente da Assembleia Geral da ABI possa continuar por muito mais tempo em atividade. “No futuro, quando for a minha vez de ser um retrato ali na galeria, eu vou estar ao lado dele. Isso fará com que eu guarde sempre boas recordações e sobretudo muitas lições desse período que a gente convive aqui na diretoria”, pontua Marques, para quem Walter Pinheiro é uma “unanimidade” por sua inteligência e caráter. 

Natural de Salvador, Walter Pinheiro diplomou-se em Ciências Contábeis e  Economia pela UCSal, em 1968, dedicando-se à carreira bancária de 1961 até 1974. Presidiu o Sindicato das Indústrias de Bebidas da Bahia e foi diretor-financeiro da Fieba em 1972/3. Ingressou no jornalismo em 1978, assumindo a direção da Tribuna da Bahia. Tornou-se conselheiro da ABI em 1986. Atuou como presidente da instituição de 13 de junho de 2011 até 10 de setembro de 2020, quando foi eleito para a Assembleia Geral da ABI. Casado com Gel Pinheiro, tem dois filhos: a médica Mariângela Guimarães e o engenheiro Walter Pinheiro Filho. É membro da Academia Rotária de Letras. 

“Jamais declinou de seus valores morais, éticos, profissionais e familiares. O seu trabalho aqui na presidência foi irretocável, impecável, e Ernesto Marques, muito inteligente, assimilou a sua postura”, avalia o diretor do Departamento Social, Nelson José de Carvalho. Admirador e amigo de Walter Pinheiro, coube a ele o discurso sobre a trajetória do confrade. Carvalho destacou a relação de Walter com sua esposa, Gel Pinheiro, que lhe foi amiga e o apoiou em todos os anos dedicados à ABI.

Foto: Joseanne Guedes

“Tudo que Walter faz tem brilho. Ele é uma pessoa obstinada, muito responsável, humano, eu sempre o apoiei em tudo. Walter é uma pessoa ímpar, iluminada. Um bom pai, esposo, foi um bom filho. Ele sempre brilha seja pela inteligência ou pelo ser humano que ele é, pela intelectualidade”, salienta Gel Pinheiro. “Eu fico feliz com essa homenagem, porque é mais uma etapa que ele vence”, celebra. 

Emocionado, Walter agradeceu os testemunhos dos colegas e amigos. “As emoções são grandes, são palavras generosas”. Parafraseando o poeta Douglas Bento, o ex-presidente afirmou que retratos revelam sentimentos. “Essa foto tem um significado fortíssimo para mim. Ela não representa apenas os nove anos da presidência, mas uma vida de 35 anos na ABI. Ali é o retrato da minha vida”, ressalta. 

Walter Pinheiro recordou a sua iniciação na ABI por intermédio de Jairo Simões, para assumir a área financeira, e sua trajetória até a presidência da entidade. “A minha primeira preocupação era cumprir a missão. Ser presidente da ABI é algo muito importante, e já com um ano e pouco há de entender o presidente Ernesto o que isso significa. Pelo clamor da sociedade, pela crença da sociedade e acima de tudo pelo respeito que essa instituição merece diante da nossa comunidade. Então quem a representa diretamente tem esse peso nos ombros”, avalia. 

Em seu discurso de agradecimento, Walter destacou a contribuição dos demais diretores e elogiou a parceria que, segundo ele, possibilitou uma transição harmoniosa e coerente. “Ernesto me acompanhou na vice-presidência desde o primeiro momento, sempre evitando divisão. No momento da transmissão, ele correspondeu plenamente”, lembrou.

Além de diretores da ABI, como o 1º vice-presidente Luís Guilherme, Jorge Ramos, Luiz Hermano Abbehusen, Carmelito Almeida, Pedro Daltro, Raimundo Marinho, Sara Barnuevo, Suely Temporal, Amália Casal, Simone Ribeiro, Valter Lessa, Valter Xéu, Nelson Cadena, Simone Ribeiro, Helô Sampaio, prestigiaram a solenidade Cybele Amado, diretora-geral do Instituto Anísio Teixeira, profissionais da imprensa e membros do Poder Judiciário.

Ação solidária

Há quatro anos a ABI trocou a tradicional brincadeira do amigo secreto por uma ação solidária junto a instituições assistenciais da capital baiana. Como em 2020, o grupo assistido deste ano foi o GACC-BA, grupo de apoio que oferta ajuda médica, financeira e psicossocial para crianças e adolescentes vítimas de câncer. A arrecadação de cestas básicas foi realizada junto ao quadro da Diretoria Executiva e associados da entidade. 

Foto: Joseanne Guedes

Roberto Sá Menezes, presidente do GACC, agradeceu a ABI pela solidariedade. “Mais um ano que a ABI tem essa iniciativa de arrecadar junto a seus associados cestas básicas para nossas crianças. É um agradecimento muito especial para a ABI, por estar pensando no nosso trabalho, pela preocupação com as crianças que são assistidas lá. São exemplos que devem ser repetidos, de demonstração de apreço com a vida humana”, frisou o filantropo.

ABI BAHIANA Notícias

TCE condecora presidente da ABI com Medalha Jorge Calmon

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-BA) realizou a solenidade de entrega pessoal da Medalha Jorge Calmon, nesta terça (10). A cerimônia integra as comemorações do centenário do órgão e marca o Dia Nacional dos Tribunais de Contas brasileiros. Com a honraria que homenageia o jornalista – que completaria 100 anos em julho de 2015 – o TCE agraciou 45 personalidades “de destaque e significância” para a história do tribunal e para o fortalecimento do controle das contas públicas, entre elas o presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), Walter Pinheiro. O evento foi prestigiado pelo filho de Calmon, Jorge Calmon Filho.

“Em verdade, Dr. Jorge Calmon, membro imortal da Academia de Letras da Bahia, deixou seu legado na história deste estado-nação. E é exatamente essa herança de trabalho, dedicação e amor pelo fazer que me motiva a prestar essa singular homenagem”, afirmou o presidente do TCE, Inaldo da Paixão Santos Araújo.

Foto-Reginaldo Ipê
O presidente da ABI, Walter Pinheiro, e Jorge Calmon Filho – Foto: Reginaldo Ipê

Para Walter Pinheiro, o papel do Tribunal de Contas do Estado, principalmente nos últimos anos, tem sido muito importante para o fortalecimento da democracia, para os acertos necessários das contas públicas. “Isso nos toca muito de perto, principalmente a nós da Associação Bahiana de Imprensa, até porque esta medalha surgiu numa reunião promovida pela ABI, com o objetivo de identificar formas de homenagear o grande mestre no transcurso do seu centenário de nascimento, que aconteceu em 7 de julho passado”, ressaltou o dirigente.

“Meu pai sempre dizia que era uma honra pra ele pertencer a esta casa. Aqui ele aprendeu muito e acabou sendo o relator das contas do governo em 79. Ele dizia que se não fosse a qualidade do corpo técnico desta casa que ele não tinha condições de relatar estas contas como ele relatou. Por ele ter nascido no mesmo ano que o Tribunal do Estado foi uma grande homenagem esta medalha em nome dele. Eu estou muito honrado”, declarou Jorge Calmon Filho ao jornal Tribuna da Bahia.

Jorge Calmon Moniz Bittencourt (1915-2006) exerceu, entre outros cargos, a função de conselheiro do TCE, entre maio de 1967 e agosto de 1971, além de ter estado à frente da ABI entre os anos 1970 e 1972. Referência no jornalismo baiano, ele trabalhou por mais de 40 anos no jornal A Tarde, atuando como redator-chefe e diretor de redação. O bacharel em Direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) foi um dos responsáveis pela implantação do atual curso de Jornalismo da instituição. Foi diretor da Biblioteca Pública do Estado e deputado estadual por duas vezes, integrou a Academia de Letras da Bahia e o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

*Com informações de Nelson Rocha, para a Tribuna da Bahia.

ABI BAHIANA Notícias

Assembleia outorga ao presidente da ABI o título de Comendador

A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) concedeu a Comenda Dois de Julho ao presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), Antonio Walter Pinheiro, na manhã desta quinta-feira (20). A proposição assinada pelo deputado Euclides Fernandes homenageou o dirigente “não só pelos seus serviços às comunidades menos favorecidas como integrante de várias instituições filantrópicas e de beneficência, mas, sobretudo, como uma maneira de o Poder Legislativo saudar toda a imprensa baiana”. Durante a saudação que o deputado proferiu na solenidade de entrega da Comenda, ele fez questão de ressaltar a participação do homenageado em entidades beneficentes e suas atividades na direção da Tribuna da Bahia, “sempre em defesa de uma imprensa livre e democrática”.

DSCF1800
Presidente da ABI, Walter Pinheiro passa a ser Comendador

“O Brasil vive novos tempos, respondendo a ânsia do seu povo em combater sem adiamentos os desmandos, as incúrias, enfim, os crimes daqueles que o desrespeitam manipulando ao bel prazer recursos públicos, para satisfazer interesses partidários e, até mesmo pessoais. Malversam valores tão necessários à melhoria de vida dos brasileiros, estimulados pela impunidade que sempre vigorou neste país, mas que agora parece estar chegando ao fim. Mentem vergonhosamente para dissimular seus mal feitos e encobrir pecados que enodoam a República”, afirmou Walter Pinheiro ao agradecer a homenagem.

“Exatamente por isso, excelentíssimos deputados, companheiros da imprensa, senhores magistrados, dignos líderes políticos, autoridades, minhas senhoras e senhores, é que não podemos tergiversar na aplicação da lei e dos preceitos constitucionais, visando o alcance do status de nação desenvolvida, tanto material como tecnologicamente, amparada por conceitos morais e éticos, que nos permitam projetar o Brasil em patamares cada vez mais elevados no cenário dos povos civilizados”, completou.

DSCF1837
Walter Pinheiro e deputado Euclides Fernandes

O deputado Euclides Fernandes lembrou que homenagem estava marcada para abril. “Infelizmente, não conseguimos atingir o objetivo inicial que seria realizar esta solenidade no dia sete de abril, Dia do Jornalista. Todavia, o fato de estar acontecendo no dia de hoje não a torna menos solene e nem menos importante no nosso objetivo que é o reconhecimento ao intenso e incansável trabalho do nosso homenageado como integrante de entidades filantrópicas e beneficentes, tais como a Santa Casa da Misericórdia, a Casa Pia e Colégio de Órfãos de São Joaquim, o Instituto Movimenta Salvador. Além de ser o lídimo representante da classe jornalística. O que pretendemos, também, é que o Poder Legislativo homenageie todos os integrantes da categoria profissional também denominada de Quarto Poder”.

Para Euclides Fernandes, a homenagem contraria o adágio popular de que “jornalista nunca é notícia”. “Hoje, meu caro Walter Pinheiro, estamos colaborando para que, com muita justiça, um jornalista seja notícia. A partir de hoje Vossa Senhoria, com todos os méritos passa a ser o Comendador Walter Pinheiro, mas que todos os integrantes dessa categoria profissional que tem uma extraordinária parcela de responsabilidade na formação da sociedade se sintam como parte integrante dessa homenagem, visto que a condição de presidente da Associação Bahiana de Imprensa o torna uma das principais e importantes lideranças do jornalismo baiano. Há que se reconhecer suas qualificações administrativas e diretivas, pois, graças a essas qualidades, a Tribuna da Bahia conseguiu atravessar todos esses anos sem perder o seu rumo e objetivos”, ressaltou o deputado.

DSCF1826
Representantes de diversos segmentos prestigiaram a solenidade

A solenidade, presidida pelo deputado Marcelo Nilo, contou com a presença de autoridades representando os mais variados segmentos governamentais e privados, com destaque para a secretária de Comunicação, Marlupe Caldas, representando o governador Jaques Wagner; o desembargador Jatahy Fonseca; o futuro vice-governador João Leão; o presidente do tribunal de Contas do Estado, conselheiro Inaldo Araújo; o presidente do Tribunal de Contas do Município, conselheiro Francisco Neto; a presidente do Sinjorba. Márjorie Moura; o representante da Academia de Letras da Bahia, acadêmico Joacy Góes; o provedor da Santa Casa da Misericórdia, Roberto Sá Menezes, dentre outras.

 

As informações são do Gab. Dep. Euclides Fernandes

Assessoria de Comunicação – tel.3115.0923

Em 20.11.2014

Notícias

ALBA homenageia presidente da ABI com Comenda Dois de Julho

A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) vai conceder a Comenda Dois de Julho ao presidente da Associação Bahiana de Imprensa (ABI) e do jornal Tribuna da Bahia, Antonio Walter Pinheiro, no Dia Nacional da Consciência Negra. A proposição assinada pelo deputado Euclides Fernandes homenageia o dirigente “não só pelos seus serviços às comunidades menos favorecidas como integrante de várias instituições filantrópicas e de beneficência, mas, sobretudo, como uma maneira de o Poder Legislativo homenagear toda a imprensa baiana”. Inicialmente marcada para 7 de abril, quando é comemorado o Dia do Jornalista, a  solenidade foi adiada e será realizada às 10h30 desta quinta-feira (20), no plenário do Palácio Luís Eduardo Magalhães.

Além de presidente da Tribuna da Bahia, Walter Pinheiro já integrou a diretoria da Santa Casa da Misericórdia, o Conselho Definidor da Casa Pia e colégio de Órfãos de São Joaquim, é membro do Instituto Movimenta Salvador e dos conselhos da Associação Brasil-Portugal, da FIEB e do conselho de Desenvolvimento Econômico e social do Estado da Bahia. Em reconhecimento às suas atividades já foi agraciado com a Ordem do Mérito rio Branco; Medalha Tomé de Souza; além de agraciado pelas três Forças Armadas e mais a Polícia Militar da Bahia”.

SERVIÇO

O que: Entrega da Comenda Dois de Julho

Quando: 20 de novembro, às 10h30

Onde: Plenário do Palácio Luís Eduardo Magalhães, Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) – 1a avenida, 130, CAB, Salvador.