Geral

O curso de Comunicação com habilitação em Produção e Cultura da FACOM mudou!

A Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (Facom/UFBA) se movimenta em torno da atualização das matrizes curriculares dos cursos de graduação desde 2017. No início de 2019, a Faculdade conseguiu aprovar, através das instâncias deliberativas, o novo Projeto Político-Pedagógico do curso de Comunicação com habilitação em Produção e Cultura. O antigo projeto estava em vigência há mais de 20 anos.

Segundo a instituição, para os estudantes que ingressaram até 2019.2, o currículo vigente não muda, mas algumas matérias poderão deixar de ser ofertadas pelo departamento. Durante a matrícula web que ocorreu entre os dias 15/01 e 19/01, o estudante veterano, ou seja, aquele que já faz parte do corpo discente de Produção da Facom, precisou “observar as equivalências entre as disciplinas previstas na sua grade curricular de origem e as disciplinas ofertadas durante a matrícula em 2020.1”,  alertou o guia de matrícula divulgado no  site da Faculdade. As aulas do semestre 2020.1 da UFBA começam no dia 02 de março.

A Habilitação em Produção em Comunicação e Cultura obteve nota máxima (conceito 5) em avaliação do Ministério da Educação (MEC) em 2019. O curso também possui posição de referência no cenário nacional, com uma importante inserção dos alunos em diversas instituições e empresas do setor.

Segundo a diretora da Facom, Suzana Barbosa, a alteração do Projeto Pedagógico do curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo ainda está em tramitação. “Com as novas diretrizes do MEC, que já estão em vigência, a habilitação em Jornalismo passa ser curso. A Facom ainda está finalizando este processo para tramitar e passar a valer”. A instituição calcula que em 2020.2 ou 2021.1 a alteração entrará em vigor.

Com informações do site da Faculdade de Comunicação da UFBA

*I’sis Almeida é estagiária de jornalismo sob supervisão de Joseanne Guedes.

ABI BAHIANA Notícias

ABI articula reabertura do Museu de Imprensa

A Associação Bahiana de Imprensa (ABI) está prestes a devolver o Museu de Imprensa à sociedade. Fechado ao público desde 2010, o equipamento criado para preservar a história da imprensa passará por reestruturação completa, de acordo com o diretor de Patrimônio da ABI, Luis Guilherme Pontes Tavares. O novo museu está sendo gestado através de uma parceria da ABI com a Universidade Salvador (Unifacs) e a Ingepot (Instituto de Gerenciamento de Projetos e Tecnologias). Encontro realizado no auditório daquela instituição de ensino, na última sexta (26), representa um passo importante no caminho de reabertura de mais um espaço cultural no Centro Antigo de Salvador.

Luis Guilherme, que esteve acompanhado pela museóloga Renata Ramos e pelo superintendente da ABI, Márcio Müller, fez uma apresentação sobre a entidade e sua sede, no Edifício Ranulfo Oliveira (Praça da Sé). O dirigente afirmou que, através da parceria, os alunos serão responsáveis pela elaboração dos projetos a serem escolhidos pelo corpo docente da Unifacs. Caberá ao conselho diretor da ABI eleger o projeto final.

Museu-Imprensa-1
Foto: Arquivo/ABI

A museóloga da ABI, Renata Ramos, explicou as necessidades do museu, que terá lugar no térreo do prédio da associação, como divisão entre visitantes e pesquisadores, construção de uma área destinada à reserva técnica, além de realizar o detalhamento de seu rico acervo – composto por periódicos antigos, volantes, obras e objetos pertencentes a jornalistas. Já o superintendente da ABI, Márcio Müller, ressaltou o desafio da interação de alocar as propostas do acervo físico com o digital através de plataformas multimídias.

Ao longo dessa semana, a ABI receberá turmas para visita do espaço destinado ao museu. Na próxima reunião da ABI, no dia 14 de setembro, a diretoria, que já examinou os termos, deverá aprovar o texto do convênio tripartite. Em seguida, a documentação será assinada pelo jornalista Wealter Pinheiro, presidente da ABI, pela reitora da Unifacs, professora Márcia Pereira Fernandes de Barros, e pela diretoria executiva da Ingepot, a empresária Francisca Mathilde Bittencourt Vasconcelllos.

Notícias

Pré-Vestibular gratuito da UFBA recebe inscrições a partir de segunda-feira (15)

A Universidade Federal da Bahia (UFBA) recebe a partir das 8h desta segunda-feira, 15 de fevereiro, as inscrições para o seu Pré-Vestibular gratuito. Os interessados terão até 18h de terça (16) para realizar inscrição. O candidato deverá se dirigir ao campus Ondina, em Salvador, munidos do documento original mais xerox do RG, CPF e comprovante de residência (água, luz ou telefone). O programa não conta com patrocínio e os estudantes envolvidos no projeto são voluntários.

Podem participar do cursinho estudantes que já concluíram o ensino médio ou estudantes que devem concluir este ano e que tenha uma renda igual ou abaixo de 1,5 salário mínimo. Aqueles que forem de baixa renda precisam comprovar, através de atestado ou histórico escolar, que concluíram ou frequentam escolas da rede estadual. Aqueles que forem bolsistas integrais da rede privada também precisarão apresentar os documentos comprobatórios.

O processo seletivo será feito através de ficha de inscrição e entrevista de avaliação socioeconômica, de acordo com a ​coordenação de seleção e orientação do cursinho. O resultado dos classificados será divulgado no dia 22 de fevereiro, por meio do site do Pré-Vest. 

O início das aulas está previsto para 7 de março, de segunda a sexta-feira, das 13h30 às 17h30, e das 18h30 às 22h. Elas serão ministradas por graduandos da UFBA e terão duração de oito meses. São oferecidas 80 oportunidades, sendo metade para cada turno, e ocorrerá a distribuição diária de 400 fichas de inscrições. O preparatório tem foco nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e nas provas dos demais processos seletivos de instituições de ensino superior do estado da Bahia. oferece orientação vocacional, apoio psicológico e aulas de língua estrangeira. Para mais informações, acesse o Edital ou entre em contato pelo e-mail <[email protected]>.